ALAIR COM OS CAMPEÕES DE JIU-JITSU

Alair com atletas do jiu-jitsu

Tive o prazer de receber em meu gabinete, nesta sexta feira, os atletas Cabofrienses – lutadores de Jiu Jitsu que representaram nossa cidade no Campeonato Mundial que aconteceu nos Emirados Árabes – Gabriel Dorval, ouro na sua categoria, Vitor Ramalho, que ficou com a prata, Gabriel Neves e Lucas Dorval, que voltaram com a medalha de bronze. Eles acabaram de chegar de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, onde representaram o Brasil no Campeonato Mundial de Jiu Jitsu, que  contou com a participação de pelo menos mil e duzentos atletas de mais de 25 países.

Uma coisa que me impressionou e me deixou orgulhoso e satisfeito é que, dos dez representantes do Brasil, seis saíram de Cabo Frio, demonstrando a força de nossos competidores e o bom trabalho feito pelos professores Leonardo Biléo e Robinson Machado, que os treinaram.

Os treinadores e o pai de dois dos medalhistas me pediram uma ajuda de custo para que os nossos lutadores possam participar das próximas competições, que acontecem ainda este ano. Segundo eles, 2013 contará com quatro grandes competições, sendo elas em Long Beach (EUA), e as outras aqui no Brasil.

Eu não podia negar um pedido feito por quem tão bem nos representou no exterior, e levou o nome e a bandeira da Nossa Terra Amada aos mais distantes lugares do planeta: pedi então que elaborassem um projeto  onde expusessem de maneira mais detalhada a importância de cada competição, e o número de atletas envolvidos,  para tornar possível a Prefeitura ajudar os competidores.

CIDADANIA

POR J. VIGGIANI

Muita gente interpreta a cidadania de uma forma distorcida, não entendendo que quando um administrador público foca seus projetos no processo de renovação e construção da sua cidade, ele está com isso de forma indireta alcançando uma concepção básica de cidadania que deve lastrear a vida real da população do seu município, que é a questão da desigualdade social, pois ambas mantém uma relação ambivalente, e através de políticas públicas que são formas de enfrentamento às desigualdades sociais e efetivação da cidadania.

 Entender o que é cidadania é de extrema importância, pois é bom não só para o cidadão como para sua cidade e para a administração pública, no que tange a participação política e direito ao trabalho, com isso melhorando sensivelmente a qualidade de vida da população, que não deve ser entendida somente como um mero conjunto de bens, confortos e serviços, mas, através das oportunidades efetivas das quais a população dispõem.

Porém não deve ser esquecido que cidadania inclui também deveres ao qual o cidadão está sujeito em relação à sociedade em que vive. Por tanto, cidadania é também permeada por constantes tensões como: direitos individuais e direitos coletivos, reconhecer a historicidade das demandas sociais, significa que para se alcançar as verdades implica num diálogo dentro do espaço público. Essa postura exige criatividade e tolerância. Sendo assim, é necessário que todos entendam os procedimentos e projetos governamentais da atual administração, que tem como meta precípua a cidadania através da garantia para toda a população da educação de qualidade, saúde com dignidade, habitação para os menos favorecidos e lazer não só para os moradores mais também para quem nos visita. É meta do governo, alcançar tudo isso sem populismo, clientelismo, demagogias e corrupção. Pensando assim, a atual administração de Cabo Frio que é comandada por um político que borda a trajetória da sua cidade e do seu povo com seus projetos presente e que terão repercussão no futuro, mostrando que cidadania é o compromisso com a boa qualidade de vida da população, porém é necessário que todos entendam que é também o conjunto de direitos e deveres que regem a vida e o modo de atuação do individuo na sociedade.

HOMENAGEM DE AMIGOS

homenagem de amigos
Ontem, como havia combinado, recebi em meu gabinete para um café a amiga Luciana e esposo.

Após colocarmos o papo em dia, já que fazia algum  tempo que o casal não vinha a Cabo Frio, fui presenteado e surpreendido pela Luciana  que tirou da bolsa um presente pra mim.

Foi com muita satisfação que recebi  o embrulho e,  é claro que pelo formato sabia que era um livro. Antes de abri-lo, imaginei que se tratava de um livro de poemas e poesias ou sobre política, temas que a Luciana tanto gosta  e domina como poucos. Acertei. Era um livro de crônicas políticas. Mas a minha surpresa maior foi que os artigos que deram origem ao livro falavam de minha caminhada política e de minhas lutas na busca dos meus ideais.

Imaginem como fiquei lisonjeado, emocionado e surpreso com a mais bonita homenagem já recebida por mim.

O que posso dizer a Luciana é obrigado, de todo o meu coração. Homenagens carinhosas como esta, aumentam a minha responsabilidade como administrador  e concomitantemente me deixam muito feliz!

Beijos carinhosos para os dois.
Alair Corrêa

PREFEITURA DO RIO VAI MULTAR QUEM JOGAR LIXO NO CHÃO

Multa será aplicada de acordo com o espaço ocupado pelo objeto descartado. Na foto, o lixo se espalha em uma rua do Flamengo Foto da leitora Maria Carolina Tavares/ Eu-Repórter

Multa será aplicada de acordo com o espaço ocupado pelo objeto descartado. Na foto, o lixo se espalha em uma rua do Flamengo Foto da leitora Maria Carolina Tavares/ Eu-Repórter

RIO – Quem jogar lixo em vias públicas do Rio poderá ser multado a partir de julho. A medida foi anunciada pela prefeito Eduardo Paes na primeira edição do RJTV desta terça-feira. O lançamento de lixo no chão será penalizado de acordo com o espaço ocupado pelo detrito.

O descarte de objetos com o tamanho de até uma latinha de alumínio será punido com multa de R$ 157. Objetos maiores que uma lata e que ocupem área de até um metro cúbico terão multa de R$ 392. Detritos que ocupem mais de um metro cúbico terão multa de R$ 980.

As multas serão aplicadas por um trio formado por um fiscal da Comlurb, um guarda municipal e um policial militar. Os agentes utilizarão palmtops para aplicar as multas e precisarão apenas do CPF do infrator. A pessoa que se recusar a fornecer o número do CPF após se flagrada jogando lixo será conduzida para a delegacia.

— Vamos começar pelo Centro, que impacta toda a Região Metropolitana, Zona Sul e algumas concentrações comerciais do subúrbio. A fiscalização será feita pela Comlurb com o apoio da Guarda Municipal e PM. Os agentes abordam o cidadão e emitem a multa na hora. A ideia é acabar com esse mau hábito do carioca — disse o prefeito Eduardo Paes ao RJTV.

Fonte: O Globo

PREFEITURA DO RIO VAI MULTAR A PARTIR DE JULHO QUEM JOGAR LIXO NA RUA

Guarda Municipal vai usar um equipamento para aplicar as multas.
Basta o número do CPF para que a multa seja registrada.

A Prefeitura do Rio vai aplicar multas a partir de julho para quem jogar lixo no chão. As novas regras foram anunciadas nesta terça-feira (9). Não importa o tamanho do lixo. Pode ser um chiclete ou uma guimba de cigarro, como mostrou o RJTV.

Valores
Para resíduos pequenos, que tenham tamanho igual ou menor ao de uma lata de cerveja, a multa é de R$ 157. Para resíduos maiores que uma lata de cerveja e menores que um metro cúbico, o valor sobe para R$ 392. O que for descartado de forma inadequada com tamanho acima de um metro cúbico, custará ao infrator R$ 980.

Multa pelo número do CPF
A Guarda Municipal vai usar um palmtop para aplicar as multas. Basta o número do CPF para que a multa seja registrada. Se o cidadão se recusar a dar o CPF, será levado pela PM até a delegacia mais próxima como já acontece com quem é flagrado fazendo xixi na rua.

Quem for multado tem o direito de recorrer. Se ainda assim for considerado culpado e decidir não pagar a multa, terá o título protestado pela prefeitura. Ou seja, poderá ter dificuldades para pedir empréstimos ou fazer compras parceladas no varejo.

Por ano, a varrição de ruas e a limpeza das praias custam R$ 16,5 milhões. Dinheiro público que poderia ser melhor empregado na construção de creches, hospitais ou casas populares.

Realidade em outros países
O que começa a valer agora no Rio de Janeiro já é realidade em vários outros lugares do mundo. No Texas, Estados Unidos, astros do cinema, da música e do esporte participam ativamente de campanhas publicitárias que estimulam o cidadão a não sujar as ruas.

O valor da multa pode chegar até 500 dólares, aproximadamente mil reais, dependendo do peso do lixo. 

Em Londres, o rigor é o mesmo. Uma das campanhas mais populares é que lembra que um simples chiclete jogado no chão pode custar 80 libras de multa, aproximadamente R$ 240. 

Em Paris, cuspir na rua é infração tão grave quanto não limpar a sujeira do cachorro. Multa de 35 euros, o equivalente a R$ 87. 

Em Tóquio é difícil encontrar algum gari nas ruas. Os japoneses aprendem desde cedo na escola e recolher todo o lixo que produzem e dar a destinação correta.

Fonte: G1