AEROPORTO DE CABO FRIO JÁ RECEBEU 60 JATOS EXECUTIVOS DURANTE A COPA

Copa aumentou o movimento no Aeroporto Internacional de Cabo Frio

Copa aumentou o movimento no Aeroporto Internacional de Cabo Frio

O Aeroporto Internacional de Cabo Frio virou uma boa alternativa para quem deseja chegar ao Rio de Janeiro. Devido a falta de espaço nos aeroportos Internacional Tom Jobim (Galeão) e Santos Dumont, na capital fluminense, aeronaves com torcedores e jogadores de outros países estão estacionando na cidade da região da Costa do Sol. Cerca de 60 jatos executivos já desceram no terminal desde o começo da Copa do Mundo, a maioria vinda dos Estados Unidos, Chile, Argentina, Uruguai e França. As aeronaves das delegações da Holanda, Inglaterra, Chile e Bélgica também já passaram pela cidade.

O aeroporto, que normalmente opera três voos semanais para Belo Horizonte e Campinas, além de atender as plataformas da Bacia de Campos com voos diários de helicópteros, tem recebido uma média diária de cinco jatos executivos. No fim de semana da final da Copa do Mundo, dias 12 e 13 de julho, deverá receber quase 50 jatos executivos e 10 aeronaves de grande porte. 

Segundo a Setur-RJ, a implementação de novos aeroportos regionais, como o de Cabo Frio, Angra dos Reis e Paraty, no Plano Estadual de Turismo deve ser acompanhada de um plano de promoção e captação de voos e estímulo de tráfego de turistas. O Estado do Rio de Janeiro, ainda de acordo com a Setur-RJ, será o primeiro a desenvolver um plano estadual de turismo priorizando o desenvolvimento das ligações aéreas regionais.

Fonte: Mercado e Eventos

CABO FRIO VESTE A CAMISA DO FUTEBOL E ENSAIA GOL DE PLACA

Após boa campanha da Cabofriense, cidade vai investir R$ 25 milhões em estádio

Rio – Na Taça Guanabara deste ano, a Cabofriense ficou entre os quatro primeiros colocados. Desbancou grandes clubes, como o Botafogo, perdendo apenas para o Flamengo na semifinal. Teve, sem dúvida, o futebol mais vistoso dos times do interior. Motivo de orgulho para Alair Corrêa, de 71 anos, que em 1985 criou o estádio, batizado com seu nome. Foi lá que o time venceu todas as partidas realizadas neste campeonato. Contra os grandes, teve que jogar no vizinho estádio de Macaé, pois o acanhado Correão ainda não comporta público superior a 4 mil pagantes. Mas isso deve mudar.

Para ampliar o estádio e receber jogos de maior magnitude, o prefeito de Cabo Frio anunciou investimento de R$ 25 milhões no Correão, que terá a capacidade quadruplicada. De acordo com Alair Corrêa, o orçamento gira em torno de R$ 2 mil para cada novo assento e as obras devem começar em julho. “A ideia é entregar o estádio reformado no aniversário de 400 anos da cidade, no fim do ano que vem. Esse investimento é muito importante, porque o futebol é um divulgador da cidade”, conta.

Alair Corrêa, prefeito pela quarta vez, faz embaixadinhas na Praia do Forte: desejo de investir mais na Cabofriense Foto:  Daniel Castelo Branco / Agência O Dia

Alair Corrêa, prefeito pela quarta vez, faz embaixadinhas na Praia do Forte: desejo de investir mais na Cabofriense
Foto: Daniel Castelo Branco / Agência O Dia

O investimento compensa. “Em termos financeiros, para se ter uma ideia, caso quiséssemos fazer propaganda de Cabo Frio na TV aberta, em horário nobre, gastaríamos R$ 700 mil por apenas um minuto de inserção. Quando os jogos da Cabofriense são televisionados, ganhamos 90 minutos de exposição gratuita. E vale lembrar que os jogos também são transmitidos para fora do Brasil”, comenta o prefeito, que quer fortalecer ainda mais o turismo na região. A vontade do prefeito é que o município possa injetar recursos públicos na Cabofriense. Para isso, já enviou um projeto à Câmara dos Vereadores, pedindo autorização para fazer tais investimentos.

Torcedor do tricolor praiano vibra até mesmo sozinho

A paixão pelo clube da Região dos Lagos já rendeu boas histórias ao carpinteiro e pintor de alvenaria Carlos Philipe Freire, de 29 anos. Certa vez, foi o único com as cores verde, vermelho e branco na arquibancada. Mesmo assim, estendeu faixa e bandeira. Nem a ausência de gols no jogo tirou o ânimo do torcedor solitário. A torcida adversária chegou a lhe oferecer refrigerante e salgadinhos.

Fundador e presidente do Movimento Uniformizado Povão (MUP), a torcida organizada da Cabofriense, ele se reúne para festejar com seguidores de outros clubes do interior. Quando o tricolor praiano joga em casa, arquibancada cheia é quase garantia, apoiando o time nos 90 minutos. “O jovem da região vê a Cabofriense como uma porta até mesmo para uma vida sadia, praticando esportes”, comenta Carlos que, fora da cidade, torce pelo Fluminense.

Valdemir Mendes, presidente do clube, tem folha de pagamento de apenas R$ 300 mil Foto:  Daniel Castelo Branco / Agência O Dia

Valdemir Mendes, presidente do clube, tem folha de pagamento de apenas R$ 300 mil
Foto: Daniel Castelo Branco / Agência O Dia

Na cola dos times grandes

Presidente da Cabofriense desde 2007, ano de fundação do clube, Valdemir Mendes acredita que os clubes do interior devem aproveitar as brechas que os grandes dão no campeonato estadual. “O Botafogo focou mais na Libertadores, melhor para nós. Que seja sempre assim.”

O valor atual pago a todo o time é inferior ao que muitos jogadores de clubes grandes recebem por mês. A folha salarial do time da Região dos Lagos está fixada em R$ 300 mil. O salário dos atletas é pago por patrocinadores, que recebem benefícios da prefeitura para divulgar seus produtos na cidade.

Fonte: O Dia

CABOFRIENSE NA FINAL DO CAMPEONATO CARIOCA

Com certa dificuldade acabamos agora de conquistar uma das quatro vagas para a final do campeonato carioca. Nosso Clube ADC já disputou uma final da taça Guanabara há alguns anos atrás, mas o carioca é a primeira vez que conseguimos disputar.

Estou muito feliz porque em apenas um ano a frente do município conseguimos ser o campeões da série B e já estamos por disputar quarta feira o cariocão no Maracanã. Convoco a todos os cabofrienses para virem ao Maracanã na quarta feira ou marcar uma reunião em suas casas com seus familiares e amigos para assistirem juntos pela TV Globo à partida. Cabo Frio será divulgado para o Brasil e para mais de 40 países por 90 minutos.

Foi isto que sempre preguei e trabalhei para termos uma cidade mais divulgada e, o futebol é, sem dúvida alguma, o caminho mais rápido e menos caro. Lamento apenas nesse momento que o ex-prefeito MM por falta de amor ao esporte e falta de visão administrativa para enxergar que o futebol é um grande divulgador de uma cidade, não tenha trabalhado para o time não cair para a segunda divisão, o que ,infelizmente, por incompetência e maldade caiu.

Alair Corrêa
Prefeito

CABOFRIENSE, PEQUENO QUE PENSA GRANDE NO CARIOCA

  • Time recebe ajuda da Prefeitura de Cabo Frio, e vai bem
  • Contra Botafogo, Vasco e Flu, duas vitórias e um empate
  • Sucesso em campo ajuda a divulgar a cidade, diz prefeito
Prefeito de Cabo Frio, Alair Correa falas aos jogadores da Cabofriense no vestiário do time

Prefeito de Cabo Frio, Alair Correa falas aos jogadores da Cabofriense no vestiário do time

RIO — Empatar com o Fluminense foi considerado um tropeço na Cabofriense. Sem medo de inverter os papéis, o time da Região dos Lagos pensa grande. Vencer os quatro maiores do Rio era a meta. Após ter superado Vasco e Botafogo, e “tropeçado” diante do tricolor, o objetivo passou a ser derrotar o Flamengo, na última rodada (23 de março), para conquistar com chave de ouro a vaga na semifinal. Planos nada modestos para um clube com folha salarial de R$ 300 mil e que pretende ir além dos limites da sua cidade.

— Ganhar pontos dos grandes encurta o nosso caminho para a vaga. Em nove pontos, conseguimos sete, e isso é fantástico. Contra o Flamengo, queremos entrar para ganhar. Temos crédito — disse Valdemir Mendes, presidente da Cabofriense e secretário de Fazenda de Cabo Frio.

TABELA: Jogos, resultados e classificação do Carioca 2013

Antes de se tornar estadual de fato, e ser um time não apenas de Cabo Frio, mas de toda a Região dos Lagos, a Cabofriense vive do incentivo municipal. Ainda que a prefeitura garanta que não invista dinheiro diretamente, o prefeito Alair Corrêa trabalha pela imagem do time e da cidade, seja na ajuda para obtenção de patrocínios (quatro, ao todo) para o time ou no apoio moral durante as palestras que costuma fazer no vestiário dos jogadores após as partidas.

— Vou sempre ao vestiário falar com os jogadores. Falo sobre futebol e também sobre a história do clube. Mas aproveito para pedir mais uma vitória — disse Alair, um dos fundadores do clube, do qual é presidente de honra, e de quem o estádio Correão herdou o nome.

Propaganda, alma do negócio

Para o prefeito, vencer não significa apenas mais três pontos na tabela: a campanha publicitária de Cabo Frio começa em campo.

— Vejo na Cabofriense a maior oportunidade de divulgar não só o time, mas a cidade de Cabo Frio. É uma visibilidade permanente, de alcance até internacional devido à transmissão de TV. Se fôssemos pagar por essa divulgação, não teríamos como — explicou Alair.

Enquanto o time subia na tabela, Cabo Frio ganhava espaço como um dos destinos mais visitados no verão. A secretaria de Turismo previu que 10 mil turistas passariam em fevereiro pela cidade, que tem 190 mil habitantes. Mas com o Estádio Correão vetado pelo Corpo de Bombeiros para jogos com times grandes, não houve chance de ver a Cabofriense em casa.

— Queremos reformar o Correão e aumentar a sua capacidade para 18 mil pessoas. Estamos próximos do Rio e temos um aeroporto internacional e belezas naturais abundantes. Queremos jogar com os grandes em nosso estádio e estamos trabalhando para isto, porque será ótimo para a cidade e para o time — declarou Mendes.

Jogar fora de Cabo Frio tem sido até melhor para a Cabofriense, e os resultados obtidos só aumentam a expectativa de o time chegar à semifinal. Pela primeira vez em sua história, a equipe venceu o Vasco em São Januário, por 2 a 1, de virada. Também derrotou, pelo mesmo placar, o time reserva do Botafogo, em Macaé, que foi palco do empate com o Fluminense. Este, quando o time vencia até os 47 minutos do segundo tempo. Aí, Fred salvou o tricolor.

— Esse empate deixou um gosto amargo, porque jogamos bem e levamos o gol no fim. Mas tudo bem, porque era o Fluminense — disse Mendes.

Não há mistério para o sucesso da Cabofriense. O time é modesto, mas experiente. Tem jogadores como o lateral-esquerdo Leandro, de 34 anos, ex-Palmeiras e Fluminense. E o atacante Fabrício Carvalho, de 36 anos, que tem feito os gols decisivos. O zagueiro Arthur Sanches passou pelo Flamengo, enquanto o atacante Bruno Veiga foi emprestado pelo Fluminense.

O técnico, que começa a chamar atenção, é o mineiro Alexandre Barroso. Apesar de pouco conhecido, é experiente, tem 51 anos, e já treinou times de menor expressão em Minas Gerais e o Al-Hilal, da Arábia Saudita.

“As metas estão sendo alcançadas aos poucos. Próximo passo é colocar a Cabofriense na semifinal do Carioca”, escreveu Barroso em seu twitter.

Fonte: O Globo

VÉSPERAS DE JOGO

Alair Corrêa no vestiário da Cabofriense

Alair Corrêa no vestiário da Cabofriense

Como procedo as vésperas de todos os jogos,  fui  ao vestiário da Cabofriense falar com os jogadores. Conversamos sobre futebol é claro,falo também sobre a  história do clube e aproveito para pedir mais uma vitória.

Ontem a tarde, ao estar com eles no vestiário e falar da história do nosso clube, mostrei que  sempre fomos  fortes nos jogos  no Correão mas que, por outro lado nunca conseguimos vencer  num campeonato todas as partidas jogadas em casa com o mando de campo a nosso favor. E estamos falando de mais de trinta anos de participação no futebol carioca. Agora, pela primeira vez, teremos essa oportunidade de manter  100% de aproveitamento, vencendo nesta quinta feira o Bonsucesso totalizando 6 jogos e 6 vitórias.

Eu acredito! Se hoje a nossa cidade não está jogando um campeonato brasileiro é somente porque o governo anterior por picuinha e falta de visão, não quis ajudar o nosso futebol a continuar forte como eu havia deixado, ao contrário, quis foi acabar com ele. Mas voltei a ser prefeito tive que trabalhar, ter boa vontade e visão para em apenas um ano, termos sido campeões da série B e agora estar com o time entre os 4 melhores do campeonato com 16 pontos.

Parabéns atletas e diretores e obrigado por estarem me permitindo ajudá-los a dar a volta por cima, mostrando que, quando se ama se consegue fazer aos olhos dos incrédulos o que parecia impossível, em um objetivo viável.

Alair Corrêa – Prefeito

GRAÇAS A DEUS, TENHO SIDO ABENÇOADO COM A REALIZAÇÃO DE PROJETOS E CONCRETIZAÇÃO DE SONHOS. E ISSO É MUITO BOM!

Na tarde de domingo, estava no CORREÃO, empolgado com a vitória da Cabofriense sobre o Duque de Caxias, e, durante o tempo em que ali permaneci, observei três enormes aviões de passageiros que acabavam de decolar do Aeroporto, com destino a outras cidades, outros estados e outros países.

Sentado, assistindo o jogo, lembrei-me de um comício no Bairro Guarani, exatamente atrás do colégio Renato Azevedo, e do discurso que fiz naquela noite sobre turismo: “SINTO UMA TRISTEZA ENORME QUANDO VEJO OS AVIÕES QUE PASSAM SOBRE NÓS, CONDUNZINDO TURISTAS ENTRE CIDADES E REGIÕES DO BRASIL. PRINCIPALMENTE, PORQUE AQUI TEMOS PRAIAS MARAVILHOSAS”.

Fui veemente em meu discurso e, naquele momento, assumi um compromisso com todos: “PROMETO A VOCÊS QUE, COMO PREFEITO, CONSTRUIREI O NOSSO AEROPORTO E, EM BREVE, OS SENHORES ASSISTIRÃO GRANDES AVIÕES POUSANDO E DECOLANDO, DAQUI DE CABO FRIO, PARA OUTRAS PARTES DO MUNDO”.

Domingo, no estádio, emocionei-me ao ver imensos jatos cruzarem o céu da NOSSA TERRA, levando turistas que aqui estavam, sabendo que aqui aproveitaram uma das mais belas praias do mundo, sabendo que movimentaram a economia de Cabo Frio, aqui deixando, em nosso comércio, o dinheiro que trouxeram, sabendo que, ao escolherem Cabo Frio, escolheram a SEXTA MELHOR CIDADE TURÍSTICA no Brasil, e a  TERCEIRA, NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, EM GERAÇÃO DE EMPREGOS.

Como é bom ver um sonho dessa grandeza realizado e, principalmente, um projeto gigantesco como o Aeroporto Internacional, concretizado. Hoje, posso  afirmar, quando assisto voos aqui chegarem e daqui saírem, SINTO-ME RECOMPENSADO, REALIZADO. ISSO PARA MIM É FANTÁSTICO!

Alair Corrêa – Prefeito

MUDAMOS O RUMO DA HISTÓRIA DE CABO FRIO

O tempo, nos dias de hoje, parece andar mais rápido. Já chegamos ao fim de janeiro. Lembro que no final de janeiro de 2013, completávamos um mês de GOVERNO e que nos exigiu esforço redobrado para ADMINISTRAR O CAOS deixado pela péssima administração anterior. Uma cidade lotada de turistas e uma equipe com muita garra e determinação para MUDAR O RUMO DA NOSSA AMADA CABO FRIO.

Exatamente um ano depois, já podemos entender que nossa proposta de governo  – considerada absurda pelos adversários e mau-humorados de plantão – está no caminho certo. E os resultados oficiais já aparecem em todos os ângulos com investimentos em obras de infraestrutura, choque de gestão na saúde, educação e melhoria significativa nos serviços de limpeza e manutenção nos quatro cantos do município.  Melhoramos a vida das mais de 200 mil pessoas que vivem e trabalham na cidade.

Com obras como a total mudança na Orla da Praia do Forte atraímos turistas que há muito haviam abandonado a cidade por conta do desleixo com o espaço público nos últimos anos. Agora, os QUIOSQUES/RESTAURANTES são os mais fotografados pelos turistas. O meio ambiente preservado mostra sinais de recuperação.

Cabo Frio voltou, felizmente, a chamar a atenção da IMPRENSA NACIONAL de ponta. Em apenas 15 dias NOSSA TERRA AMADA ganhou destaque na respeitada revista Exame, como um dos destinos turísticos de melhor custo-benefício, ou seja, Cabo Frio é uma cidade onde o visitante aproveita muito mais pelo mesmo valor que ficaria menos tempo em outro lugar.

Nossa programação do RÉVEILLON foi INESQUECÍVEL sendo considerada uma das maiores do país e elogiada por artista de renome internacional.  A QUEIMA DE FOGOS só tem a frente o imbatível Rio de Janeiro.

Fizemos muito em poucos meses, mesmo que um pequeno grupo tenha tentado atrapalhar inventando situações inusitadas para desviar o foco de nosso árduo trabalho em reconstruir a cidade que eles mesmos abandonaram.

Hoje, carrego A BOA NOVA DOS PESADOS E SIGNIFICATIVOS INVESTIMENTOS do governador Cabral e meu amigo Pezão, vice-governador e secretário de Obras, que numa atitude inédita atende meu pedido em 100%. Ou seja, TEREMOS R$ 78 MILHOS JÁ PARA INVESTIR EM BAIRROS MAIS NECESSITADOS. Com isso, investimos em nosso cartão postal para fomentar o turismo e agora vamos atender há quem mais precisa.

CABO FRIO TEM SIDO DESTAQUE NA IMPRENSA DE TODO O PAÍS pelo crescimento acima de média nacional, e pela capacidade do governo em rapidamente mudar (mais uma vez nosso grupo político reconstrói a cidade) o rumo do abandono. Graças a Deus nosso povo é hospitaleiro, ordeiro e ajuda a colocar Cabo Frio no mapa das grandes cidades.

Temos muito o que fazer, até porque a cada dia mais pessoas decidem morar em Cabo Frio. E ninguém deixa sua cidade para morar num lugar pior. Isso é fato. Todos querem o melhor, e nesse momento temos a certeza que Cabo Frio é muito melhor para viver, morar, aproveitar com a família e até torcer pela Cabofriense que também conquista grande espaço na MÍDIA NACIONAL pelo alto profissionalismo.

Espero que Deus continue nos dando luz e sabedoria para amanhecer a cada dia numa cidade que realmente queremos para viver em paz e com muita qualidade de vida. É a Nossa Cabo Frio.

Alair Corrêa – Prefeito