CONTINUA NOSSA LUTA FINANCEIRA!

Ressaltamos que, se não tivéssemos começado a batalha contra a crise em 2014, quando antevimos a tempestade que enfrentaríamos com a queda da arrecadação, seria muito pior. Infelizmente, o Governo do Estado não teve essa percepção e hoje enfrenta a mesma crise que a nossa, mas com maior desespero. Por termos tratado do problema com extremo cuidado e zelo estamos conseguindo ultrapassar.

Lamento que parte da população não tenha percebido o que evitamos e que o desespero seria maior se não tivéssemos sido rigorosos em nossas ações. Apesar da grave crise, abrimos o HCE, mantivemos com dificuldade a Saúde e a Limpeza. no que tange a Educação, com todas as lutas, inauguramos essa semana a maior e mais bonita escola do município a Escola Modelo Professora Patrícia Azevedo – Jardim Esperança. Há uma semana mais uma creche em Tamoios e, ainda nesse distrito, entregamos a nova escola Marli Capp. Hoje entregamos a nova Escola Marilia Plaisant no Jardim Esperança.

Como foi importante sermos experientes na administração pública, se não, hoje estaríamos amargando uma crise muito maior do que temos enfrentado!

LEIA ABAIXO O TEXTO PRODUZIDO PELO EX-SECRETÁRIO, PROFESSOR FACURY.

POR PROFº JOSÉ FACURY

Eu fui um dos secretários do Alair em 2013 que defendia no governo cumprir a agenda do PCCR. Ainda nadávamos em um mar de rosas dos royalties… Em abril, de 2014, o prefeito nos reuniu, dizendo que a cidade estava falida e projetava uma caída progressiva do barril de petróleo que iria incidir em graves problemas administrativos, pedindo que cortássemos as despesas. Aproveitou para nos anunciar que nenhum processo seria aberto sem a sua autorização. Foi no que se deu, a partir daí. Aceitamos as ordens, mas acreditávamos que tudo seria passageiro. A sua intuição e sabedoria politica, já sabia que não seria bem assim… Em novembro de 2014 quando lhe apresentei o plano de comemoração da cidade, construído pela Comissão dos 400 anos, e ele saiu cortando tudo pela metade. Perguntei-lhe, se em 2015 iria ser igual. Ele disse, ” …Vai ser pior, bem pior…”. Eu, sempre otimista, literalmente, paguei pra ver. E foi terrível.! Estar na gestão cultural de uma cidade com tantos planos possíveis de serem realizados com a arrecadação que tinha e ver tudo ruir, foi de uma experiência lamentável. Hoje, ressalto que se o Alair não estivesse sido tão precavido, desde 2014, poderíamos estar realmente no fundo do poço. E se esperanças ainda restam é porque houve sim um emergencial comedimento. A tristeza maior é que o Estado do Rio de Janeiro se estruturou na aba dos royalties e hoje paga um preço acachapante por isso. Nunca imaginei que, efetivo como arte educador aposentado da UERJ e da Prefeitura, fosse viver para amargar receber um salário conquistado a muito suor, labuta e estudos. E aguçar uma outra contribuição, que será realimentar a esperança em que dias novos hão de chegar. Espero, prefeito, que sua espera de recursos, seja coroada de êxito para o bem estar da nossa cidade (jfh)
Facury.

CARNAVAL É SUCESSO

TRANQUILIDADE, ORGANIZAÇÃO E ALEGRIA

Por Alair Corrêa

O carnaval de Cabo Frio está sendo um grande sucesso! Segurança melhor para os cabofrienses e visitantes, a Guarda Marítima e Capitania pelo Mar, a Guarda Municipal e os Agentes tomando conta do trânsito que fluiu bem melhor e a Polícia Militar por terra e pelo ar (helicóptero) garantindo a segurança na cidade. Um jornal da cidade noticiou que a Polícia ficava a parte do que acontecia. Uma mentira! Ao contrário, a Polícia e a Guarda se mantiveram atentas a qualquer necessidade ou ação mais forte dos que brincavam nos blocos ou fora dele em Cabo Frio e em Tamoios, onde nosso carnaval vem recebendo elogios e cumprimentos dos moradores e da mídia que não vende postura jornalística.

O carnaval foi tranquilo, exatamente, por causa da estrutura que montamos como a proibição de carros com som alto nas ruas e praias, os que desobedeceram tiveram seus carros apreendidos da mesma forma que os carros parados sobre calcadas e em locais proibidos, esses foram rebocados para o depósito. Tivemos menos mijões e para não termos nenhum (como escreveram demagogicamente)num carnaval de centenas de milhares de pessoas, só fechando a cidade e não deixar entrar ninguém o que inviabilizaria o comércio local.

A limpeza esteve perfeita para uma cidade que tem 200 mil habitantes e que a triplicou no carnaval. O projeto de limpeza atendeu a população onde milhares de toneladas de lixo foram retiradas. As duas Arenas foram grande sucesso concentrando os blocos e shows realizados em seu interior. Pelos bairros tivemos trios e shows com bandas da região. Quase 60 blocos desfilaram pelas avenidas e praias. Mais de 50 mil carros circularam dentro de Cabo Frio, e um deles, parado em frente a um portão de uma casa no Peró fez a alegria da mídia revoltada porque não recebe da Prefeitura. Ano passado a estátua do Vítor Ribas tombou e serviu de bandeira pra essa gente. Como agora nada aconteceu, a bandeira é uma porta de garagem. Chega a ser ridículo. Ainda no ano passado usaram também como bandeira aquele caminhão com os caras com armas de brinquedo, esse ano a polícia se antecipou e garantiu um carnaval de tranquilidade em Tamoios. Como perderam a bandeira, agora se chafurdam no xixi, ou utilizam o Mijão como bandeira.

Tivemos no ano passado um grande verão e por algumas bobagens tentaram desmoraliza-lo utilizando exatamente o slogam: Verão Inesquecível. Agora tentam desmoralizar o slogan QUATROCENTAO do verão desse ano com essa nova bandeira suja e já rasgada, utilizando um carro num portão ou os foliões que nem com 50 mil banheiros se resolveria nem aqui ou em qualquer lugar do mundo, o exemplo é Copacabana onde tantos são os mijões. MIJAO, DROGAS, MAUS MOTORISTAS, é só dizer a cidade que não os tem. O que fizemos foi dotar a cidade com a infraestrutura necessária para que o nosso carnaval fosse esse sucesso com a marca da tranquilidade, organização e alegria.

CABO FRIO QUATROCENTÃO!!!

Somos uma das sete cidades mais antigas do Brasil. No meu penúltimo MANDATO, nos anos 90, como prefeito, tive a honra de ser o PRESIDENTE DA COMISSÃO QUE ORGANIZOU AS FESTAS DOS 500 ANOS DO DESCOBRIMENTO DE CABO FRIO. Agora, novamente, Deus me concede mais um mandato de prefeito, o quarto, me entregando a honrosa missão de presidir os preparativos dos festejos do QUARTO CENTENÁRIO de fundação de nossa cidade, iniciando esse trabalho a partir do aniversário de 399 anos que estamos comemorando neste mês de novembro e que marca o início da programação do nosso Cabo Frio QUATROCENTÃO!

CABO FRIO DE LINDAS PRAIAS, dunas de areias brancas, do Forte São Matheus, Morro da Guia, Canal do Itajurú e dos passeios pelo Rio São João.

CABO FRIO DE PRÉDIOS HISTÓRICOS como o Convento e a Fazenda Campos Novos; de uma SOCIEDADE FORTE E PROGRESSISTA, mas com raízes e tantas histórias;  CABO FRIO QUE COMPLETA, nesse dia 13 de novembro, gloriosos 399 anos; rompeu vários ciclos econômicos, como o do pau brasil, motivo da invasão estrangeira em seus primeiros séculos; como o sal artesanal de suas salinas; o pescado; o petróleo e o turismo – a eterna força econômica da nossa cidade.

Viver em Cabo Frio é sentir-se dentro de um inesgotável tempo de alegria e paz, ter o mais bonito pôr do sol e poder vê-lo mergulhar diariamente nas águas de nossa lagoa. Viver aqui é se encantar com a beleza da Praia do Forte, pisar nas suas areias tão brancas ou banhar-se em suas águas tão azuis. É saudar o verão e sentir o sol aquecer a alma, ver seus 200 mil habitantes numa roda cultural diversificada pelas diferentes origens de um milhão de pessoas que para aqui vem, mantendo a paciência, o sorriso e a alegria. Cabofrienses que vêem o seu pedaço de terra, o seu mar, seu vento, sua água, sendo divididos democraticamente com outras 800 mil pessoas que não conhecem e apenas sabem de onde vieram pelas placas dos milhares de carros que circulam por suas ruas, vindos dos quatro cantos do país, o que por um tempo transforma NOSSA TERRA AMADA no próprio Brasil.

Como prefeito, convido a todos para as festividades comemorativas dos 399º aniversário de nossa cidade. É uma data histórica rumo aos 400 anos de fundação. PARABÉNS, CABO FRIO! QUATROCENTÃO!

ALAIR CORRÊA
Prefeito de Cabo Frio

BEM HISTÓRICO ESTÁ PRESTES A SER TOMBADO EM CABO FRIO

IPHAN avalia a preservação da antiga fazenda de Campos Novos e entorno

A capela da fazenda, um dos bens que devem ser tombados - Ernesto Galioto - Divulgação

A capela da fazenda, um dos bens que devem ser tombados – Ernesto Galioto – Divulgação

 

RIO – O local serviu de pousada, em 1832, para o naturalista britânico Charles Darwin e, por isso, integra o roteiro turístico, científico e educacional “Caminhos de Darwin”. Construída em 1648, o sítio da antiga fazenda de Santo Inácio de Campos Novos, em Cabo Frio, poderá ser protegida para a eternidade pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O tombamento do casario e seu entorno será decidido na quinta-feira pelo Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural, em Brasília.

Um dos principais pontos históricos da Região dos Lagos, a fazenda Campos Novos fica no distrito de Tamoios, às margens da RJ-106. O principal argumento para o tombamento do conjunto é a relação entre a fazenda e a Companhia de Jesus, relacionada ao primeiro período da colonização.

O conjunto rural, remanescente de uma antiga fazenda do século XVII (1648) e construída sobre um sambaqui, conta com capela, casa e cemitério. Estes, construídos por volta de 1690, constituem, segundo os pesquisadores do Iphan, importantes e raros exemplares de arquitetura rural jesuítica.

Com a expulsão dos jesuítas, em 1759, o bem passou pelas mãos de diferentes donos e sofreu obras, mas que não comprometeram suas características.

Um patrimônio considerado de múltipla relevância

A fazenda de Santo Inácio de Campos Novos foi desapropriada em 1993 pela prefeitura de Cabo Frio, que lá instalou a Secretaria municipal de Agricultura e um canil. Agora, por sua relevância múltipla, o sítio da antiga fazenda deverá ser inscrito em três livros de tombo: Histórico, de Belas Artes e Arqueológico, e Etnográfico e Paisagístico.

— O tombamento é importante pois reconhece a importância do patrimônio e ajuda as cidades da Região dos Lagos, em especial Cabo Frio, a vender seus riquíssimos pontos históricos como atrativos turísticos — afirma o prefeito de Cabo Frio, Alair Corrêa.

No início do ano, a fazenda recebeu obras emergenciais, autorizadas e financiadas pelo Iphan, que também recupera o Convento de Nossa Senhora dos Anjos, no Centro do município.

— A construção é lindíssima e o ponto turístico maravilhoso, mas percebi que precisa, com urgência, de mais vigilância. Há muitos animais soltos pela área e alguns deles entram na capela de Santo Inácio — lamenta a bióloga Nilza Felizardo, que visitava a fazenda, na semana passada, pela segunda vez.

Tombamento de batalhão

O Iphan também deve receber, esta semana, o pedido de moradores e representantes da sociedade civil do município de São Gonçalo para o tombamento do casario e do entorno do antigo 3º Batalhão de Infantaria (3º RI), no bairro Venda da Cruza, na divisa com Niterói.

O complexo já foi tombado pela Câmara Municipal e destombado pelo prefeito Neilton Mulim (PR). Os defensores da preservação do patrimônio, de 1910, querem evitar que sejam construídas 1.240 casas populares no local. Eles também tentam impedir a obra com base na Lei das Cidades, pois o local, segundo os descontentes, não oferece infraestrutura para receber o conjunto habitacional.

— A decisão de construir mais de mil casas ali é precipitada, sem planejamento e catastrófica — protesta o sociólogo Wilson de Vasconcellos, do Movimento de Defesa do Patrimônio Histórico.

Fonte: O Globo

ECOART FASHION SHOW VAI AGITAR CABO FRIO NESTE FERIADO

No Domingo de Páscoa (20/4), a Prefeitura de Cabo Frio, através da secretaria municipal de Turismo em parceria com a COMSERCAF promove desfile da Casa Artesanal, que irá exibir a importância do artesanato como fonte geradora de renda e fomento para o turismo e cultura local com trabalhos feitos com coco, semente, osso, alumínio e muito mais. O evento, nomeado Ecoart Fashion Show, começa a partir das 21 horas na Praça Verde do Guta, na Praia do Forte, com foco na arte dos recicláveis e inclusão social.

Idealizadora do projeto, a coordenadora do segmento artesanato da Secretaria de Turismo, Vânia Carvalho explica que uma das principais características do artesanato cabofriense é o trabalho com materiais reciclados.

– Uma recente parceria firmada com a COMSERCAF vem transformando o coco descartado nas praias e nas lanchonetes em matéria prima para verdadeiras obras primas.  A fibra do coco já chega triturada para os artesãos que já começam a produzir trabalhos de encher os olhos -, esclarece Vânia, destacando que a intenção do projeto é mostrar ao público como os artesãos podem transformar peças que vão para o lixo, em verdadeiras obras de arte.

– Queremos com isso conscientizar as pessoas sobre a importância de não jogar lixo na rua e na praia, porque elas mesmas podem transformar aquilo que não tem mais uso em trabalhos maravilhosos. Além disso, pessoas com problemas de inclusão social, podem se tornar capacitadas para esse mercado de trabalho, através do artesanato reciclável. Por isso, hoje a Coordenadoria de Artesanato se empenha em realizar um evento que além de apresentar peças maravilhosas dos nossos artesãos, também trará esse foco na economia sustentável que pode amenizar tantos problemas. – afirmou Vania.

A coordenadora defende que a Prefeitura, através da secretaria de Turismo é a grande incentivadora desta nova maneira de fazer artesanato em Cabo Frio, onde o segmento se completa com a questão ambiental no momento que fomenta a economia sustentável.

– Afinal, os turistas ficam encantados quando encontram peças feitas de material reaproveitado e resíduos naturais, agora em parceria com a COMSERCAF, que vai render muitos frutos depois dessa maravilhosa experiência.- disse.

O ator, produtor e agenciador de modelos Soró Luiz, o DJ Xampu e as Amigas da Mama de Cabo Frio estarão apoiando o evento que fecha as comemorações pelo dia do Artesão.

– No desfile, sete artesãos irão confeccionar as peças, mas na produção teremos a participação de 15 artistas. Os modelos têm ensaiado diariamente na Casa Artesanal, para apresentarmos o melhor. Teremos muitas surpresas. Vale a pena conferir e participar deste grande evento – profetiza a coordenadora.

Trabalhos em coco vão invadir a Praia do Forte

Trabalhos em coco vão invadir a Praia do Forte

Trabalhos em jornal também estarão na EcoArt Fashion Show

Trabalhos em jornal também estarão na EcoArt Fashion Show

Fonte: CF News

REGIÃO DOS LAGOS E COSTA TAMBÉM TERÃO CARNAVAL DE RUA

Cordão da Bola Preta desfilará em Cabo Frio no domingo. Angra dos Reis terá mais de 40 blocos

Brincareta (desfiles de bonecos no carnaval) e Cordão do Bola Preta, na Praia do Forte, em Cabo Frio Divulgação

Brincareta (desfiles de bonecos no carnaval) e Cordão do Bola Preta, na Praia do Forte, em Cabo Frio Divulgação

RIO — Quem pretende passar o carnaval na Região dos Lagos pode levar o tamborim. O tradicional Cordão da Bola Preta, do Rio, vai a Cabo Frio para puxar o desfile dos blocos de arrastão no domingo, na Praia do Forte, onde haverá também a Brincareta, um desfile de bonecos gigantes. Também no domingo sai, no balneário do Peró, o Perocão, um bloco irreverente formado por cariocas que não querem saber de descansar e que atrai foliões até de outros municípios da região.

Apontado como o segundo melhor carnaval do estado, atrás apenas, obviamente, do Rio, a folia de Cabo Frio vai contar este ano com 52 blocos de arrastão e shows em sete bairros. A programação vai até o dia 8, quando será realizado o Carnamar, um desfile de barcos enfeitados, com premiação para os grupos mais animados, nos moldes da procissão marítima de Angra dos Reis. Para evitar os problemas registrados em anos anteriores, a prefeitura vai proibir ambulantes no meio dos blocos.

— A intenção é fazer um carnaval inesquecível — diz o diretor de eventos, Édson Leonardes. — Com programação diária nos principais bairros, vai diminuir a concentração no Centro, e os blocos vão poder evoluir sem provocar problemas no trânsito. Os blocos vão sair ao mesmo tempo das duas extremidades da Praia do Forte, que será transformada numa grande passarela.

A programação de Cabo Frio tem atrações até para quem não gosta de carnaval. Uma série especial de shows prevê apresentações, nos dias 2 e 3, de grupos de rock, hip-hop e MPB no palco montado no largo do Forte São Matheus. Para quem vai à cidade apenas para aproveitar as praias, é melhor evitar o carro: o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, com auxílio da PM, montaram um esquema especial para evitar estacionamento em áreas protegidas, como nas dunas do Peró, na Praia das Conchas e na Ilha do Japonês.

Em Rio das Ostras, além do desfile de blocos, das matinês e dos bailes noturnos em praças públicas, o público poderá assistir a shows com artistas consagrados, que vão se apresentar na área de eventos da praia de Costa Azul. A programação começa no sábado, com CPM 22; no domingo, Paralamas; na segunda-feira, Eduardo Dussek; e na terça-feira, Diogo Nogueira.

Carnaval na Ilha Grande

Em Angra, o carnaval foi oficialmente aberto no último sábado com o show da escola de samba Império Serrano, do Rio, cujo enredo homenageia o município da Costa Verde. A folia em Angra contará com o desfile de mais de 40 blocos distribuídos por todo o município, apresentações para adultos e crianças na Praça Zumbi dos Palmares, no Centro, e bailes populares e shows em 16 localidades. Na Ilha Grande, vão acontecer shows de samba na Vila do Abraão, carnaval Gospel na Praia do Proveta (onde há uma colônia de evangélicos) e forró em Araçatiba.

Búzios vai só de carnaval mesmo. No sábado, o Cocotas de Tucuns sai na praia de mesmo nome. O Chupa mas não baba desfila no Centro, na Rua Manuel Turíbio de Farias, a “rua das pedrinhas”, paralela à famosa Rua das Pedras. E o Vou ali e volto já sai da Praia Brava para a Armação.

No domingo é a vez do Pinto no lixo no Alto da Rasa, e do Cachaça no bule, em Manguinhos. Na segunda, tem Orlatinha, no Centro, e Vou ali e volto já. Na terça, mais Cachaça no bule e Chupa mas não baba.

Fonte: O Globo

MUDAMOS O RUMO DA HISTÓRIA DE CABO FRIO

O tempo, nos dias de hoje, parece andar mais rápido. Já chegamos ao fim de janeiro. Lembro que no final de janeiro de 2013, completávamos um mês de GOVERNO e que nos exigiu esforço redobrado para ADMINISTRAR O CAOS deixado pela péssima administração anterior. Uma cidade lotada de turistas e uma equipe com muita garra e determinação para MUDAR O RUMO DA NOSSA AMADA CABO FRIO.

Exatamente um ano depois, já podemos entender que nossa proposta de governo  – considerada absurda pelos adversários e mau-humorados de plantão – está no caminho certo. E os resultados oficiais já aparecem em todos os ângulos com investimentos em obras de infraestrutura, choque de gestão na saúde, educação e melhoria significativa nos serviços de limpeza e manutenção nos quatro cantos do município.  Melhoramos a vida das mais de 200 mil pessoas que vivem e trabalham na cidade.

Com obras como a total mudança na Orla da Praia do Forte atraímos turistas que há muito haviam abandonado a cidade por conta do desleixo com o espaço público nos últimos anos. Agora, os QUIOSQUES/RESTAURANTES são os mais fotografados pelos turistas. O meio ambiente preservado mostra sinais de recuperação.

Cabo Frio voltou, felizmente, a chamar a atenção da IMPRENSA NACIONAL de ponta. Em apenas 15 dias NOSSA TERRA AMADA ganhou destaque na respeitada revista Exame, como um dos destinos turísticos de melhor custo-benefício, ou seja, Cabo Frio é uma cidade onde o visitante aproveita muito mais pelo mesmo valor que ficaria menos tempo em outro lugar.

Nossa programação do RÉVEILLON foi INESQUECÍVEL sendo considerada uma das maiores do país e elogiada por artista de renome internacional.  A QUEIMA DE FOGOS só tem a frente o imbatível Rio de Janeiro.

Fizemos muito em poucos meses, mesmo que um pequeno grupo tenha tentado atrapalhar inventando situações inusitadas para desviar o foco de nosso árduo trabalho em reconstruir a cidade que eles mesmos abandonaram.

Hoje, carrego A BOA NOVA DOS PESADOS E SIGNIFICATIVOS INVESTIMENTOS do governador Cabral e meu amigo Pezão, vice-governador e secretário de Obras, que numa atitude inédita atende meu pedido em 100%. Ou seja, TEREMOS R$ 78 MILHOS JÁ PARA INVESTIR EM BAIRROS MAIS NECESSITADOS. Com isso, investimos em nosso cartão postal para fomentar o turismo e agora vamos atender há quem mais precisa.

CABO FRIO TEM SIDO DESTAQUE NA IMPRENSA DE TODO O PAÍS pelo crescimento acima de média nacional, e pela capacidade do governo em rapidamente mudar (mais uma vez nosso grupo político reconstrói a cidade) o rumo do abandono. Graças a Deus nosso povo é hospitaleiro, ordeiro e ajuda a colocar Cabo Frio no mapa das grandes cidades.

Temos muito o que fazer, até porque a cada dia mais pessoas decidem morar em Cabo Frio. E ninguém deixa sua cidade para morar num lugar pior. Isso é fato. Todos querem o melhor, e nesse momento temos a certeza que Cabo Frio é muito melhor para viver, morar, aproveitar com a família e até torcer pela Cabofriense que também conquista grande espaço na MÍDIA NACIONAL pelo alto profissionalismo.

Espero que Deus continue nos dando luz e sabedoria para amanhecer a cada dia numa cidade que realmente queremos para viver em paz e com muita qualidade de vida. É a Nossa Cabo Frio.

Alair Corrêa – Prefeito