QUE MÍDIA É ESSA?

Por J. VIGGIANI

Hoje mais do que nunca se observa que alguns jornais deixaram de lado a seriedade na informação e a ética jornalística, porque um jornal para ter credibilidade não pode distorcer noticias para agradar um grupo político, quando isso acontece vira um instrumento de negociata e logo cai no descredito dos leitores. Este é o cenário que descortinamos ao ler certos jornais de Cabo Frio que se vendem a grupos políticos como prostitutas baratas, fugindo há sua responsabilidade firme e sincera de informar seus leitores com matérias verdadeiras e não usar a “maquiavelizarão” distorcendo fatos com uma sutileza surpreendente para com isto mostrar que compactuam da ideologia dos seus patrões, sendo assim recompensados com vantagens financeiras. É de se lamentar que Cabo Frio ainda tenha estes tipos de jornalecos provincianos que abrem mão de pautas verdadeiras e importantes, sejam de cunho social ou politica, mas de forma covarde usam a mais aguda crise vivida por Cabo Frio para tentar abalar o apoio popular com que conta o prefeito Alair Correa.

A DÚVIDA É A INCERTEZA SOBRE A REALIDADE DE UM FATO

POR JULIO VIGGIANI

A dúvida é a incerteza sobre a realidade de um fato. Muitos cabo-frienses já tiveram dúvidas, se o que os opositores do prefeito Alair Correa apregoam sobre o empréstimo que o prefeito tem que conseguir para salvar Cabo Frio é a verdade dos fatos. Porém ao analisarem friamente a situação que hoje aflige o município, acabam descobrindo que aqueles que usam de falsas verdades para tentar impedir que Cabo Frio consiga o empréstimo, só pensando em suas tentativas de conquistas eleitorais não se importando com o que acontecerá com Cabo Frio e sua população.

É necessário reconhecer que não é só Cabo Frio que está recorrendo a este tipo de empréstimo, para sair desta crise financeira em que vive o Brasil. O povo cabo-friense é testemunha do esforço feito pelo prefeito Alair Correa para tentar de todas as maneiras minimizar a situação econômica que atingiu Cabo Frio. Porém como a cada dia mais a situação se agrava, não resta outra maneira de evitar que um caos financeiro obrigue o governo há tomar medidas drásticas de fechar hospitais, escolas e suprimir todos os programas sociais. Assim só resta uma saída para salvar Cabo Frio que é conseguir o empréstimo, que os opositores e oportunistas querem impedir, e torcem e usam de todos os meios para levar Cabo Frio para uma situação econômica nunca vivida, sem pensar em momento algum na sua população, e principalmente nos menos favorecidos. Será que em nome de uma eleição pode se sacrificar uma cidade tão linda como Cabo Frio e seu povo???

JANIO MENDES PROVA DO SEU PRÓPRIO VENENO

Nos últimos tempos, Jânio, através do seu sobrinho e professor fantasma RAFAEL, vem incentivando os professores a protestarem em frente a prefeitura, invadirem a sede do governo, protestarem em frente a minha residência e agredirem a minha família. Nesse sábado ele provou do seu próprio VENENO ao ter essas pessoas dentro do seu evento, reunião do PDT, protestando por ele estar sempre votando contra o servidor estadual e aqui em Cabo Frio incentivando os servidores contra nosso governo. Por mais de três meses sofri todo tipo de protesto em silêncio, reservado, permitindo a manifestação dos grevistas e a eles pagando seus salários. Embora triste ou revoltado jamais os agredi, minhas respostas eram através dos meus artigos no face e nada mais. A diferença está aí: “esses democratas de araque, no primeiro protesto ofendem e batem em quem protesta”. A CARA DO JANIO QUERENDO JUSTIFICAR A AGRESSÃO FEITA POR SEU LÍDER LUPE NUMA PESSOA CHEGA A SER RÍDICULA. Ele provou do seu próprio veneno! Mas fica uma pergunta: O que fez o professor fantasma, seu sobrinho?

DESDE ONTEM, QUANDO ANUNCIEI MEU NOME COMO PRÉ-CANDIDATO A REELEIÇÃO, O MEDO TOMOU CONTA DE MUITA GENTE

DOS ADVERSÁRIOS QUE NÃO ESPERAVAM ESSA MINHA DECISÃO, PROMOTORES DE EVENTO CULTURAL COM DINHEIRO PÚBLICO E EMPRESÁRIOS DA MÍDIA FALADA E ESCRITA QUE SONHAVAM COM A ELEIÇÃO DE UM OUTRO QUE LHES DESSE DINHEIRO PÚBLICO, O QUE ME RECUSEI A DAR-LHES.

O que seria apenas um jantar de confraternização com os amigos da web, acabou se transformando numa festa de grande importância e euforia dos presentes ao me ouvirem e serem informados da minha decisão de participar da eleição em 2016 com Marcos Mendes, Janio Mendes, Paulo César, Adriano , Dirley , Leo Capone, Claudio Leitão. Foi bonita a reunião! E ver os amigos da web, que nesse tempo de tortura da mídia e dos adversários, nunca os deixou sem resposta nessa campanha espúria e vergonhosa que fazem contra mim e o meu governo pela internet. A batalha desses amigos da web tornou-se mais importante porque passou a ser o meu contra-ponto na minha defesa contra uma rádio e um jornal que não me perdoaram por ter me negado a dar- lhes dinheiro da prefeitura só para não me criticar, e fizeram uma campanha suja e vergonhosa contra o meu governo. E essas pessoas que, iniciaram o trabalho na NET, que eu quis homenagear e agradecer. Permitindo-me ainda , falar aos que pretendem ser prefeito em Cabo Frio: preparem-se porque estou dentro novamente.

UMA ANCIÃ CULTA, E UMA CRIANÇA PRODÍGIO!

Feliz é a sociedade que tem uma anciã estudiosa, culta e uma criança corajosa e inteligente. Em Cabo Frio temos muitos anciãos e crianças que sobram no contexto geral por seus conhecimento e inteligência, mas 2 deles têm sobressaído pela coragem como se posicionam e enfrentam os problemas da nossa cidade. Isso deveria ser motivo de orgulho para todos, porém, uns poucos invejosos resolveram atacá-los e, criminosamente, querem interná-los, o idoso num asilo e o menino num internato através do Conselho Tutelar. O que uma criança e uma anciã podem ter feito de ruim para serem tão perseguidos e desrespeitados? Se é pelo que falam ou escrevem em defesa de uma sociedade, o fazem porque a mesma tem sido ultrajada e violentada por esses falsos socialistas, sindicalistas e fakes. Eles fazem muito bem. Na verdade, os rejeitam porque invejam a inteligência deles. Não pode ser pela idade que os maltratam! Nossos pais nos ensinaram o seguinte :”não deixem de respeitar os mais velhos” já o mestre Jesus disse ” deixai vir a mim as crianças, pois delas será feito o reino do céu”. Então, não sendo pela idade, é pura inveja da boa cultura da anciã e da inteligência da criança, que já é conhecida como prodígio. Na verdade, os dois resolveram combater o escárnio com que certas pessoas se posicionam e, corajosamente, têm agido publicamente, mostrando repúdio a escandalosa perseguição que nossa sociedade e governo vem sofrendo.

Não há outra explicação, portanto, somente pelos fatos que acabo de citar é que pedem suas internações. Agem como se a anciã não tivesse marido e a criança não tivesse mãe! E não fôssemos nós mais lúcidos do que seus perseguidores!

APÓS DOIS ANOS SEM NOTICIAR, O BLOG ALAIR CORRÊA ESTÁ VOLTANDO!

A partir de hoje, volto a publicar por aqui os meus artigos. Havia parado porque entendo a necessidade de maior interação com os internautas, já que antes do blog usava o Orkut, Twitter e, por último, o face. Este mecanismo me dava essa interação. Infelizmente, os adversários começaram a abandonar o benefício que é a internet usando-a para ofender, desmoralizar e prejudicar. Perderam completamente a noção do que seja respeito e direito dos outros, pois passaram a praticar a política suja, pequena e medíocre, fazendo prevalecer o desrespeito e o achincalhe as famílias com a criação dos fakes ou deles mesmos, utilizando publicações do lixo verbal tão comum aos hipócritas e perdedores. Estou, por tudo isso, retornando ao blog pois, diferente do face, poderemos excluir as respostas sem conteúdo e que em nada contribuem para a sociedade. São denúncias vazias, apenas ofensivas e nada mais.

Através do blog terei mais liberdade em escrever o que sinto por minha cidade e nosso povo. Nele não publicarei respostas que não sejam proveitosas e respeitosas, não importando que as mesmas sejam contra o que escrevi, bastará que sejam esclarecedoras. Não quero ser e não sou o dono da verdade, porém me recuso a ser submisso as mentiras dos hipócritas de plantão.

A partir de hoje, será através do blog que estarei falando sobre nossa cidade, sobre política e principalmente sobre minha administração. Será por aqui também que darei as respostas aos adversários.

Até amanhã.
Alair Corrêa

DESCONHECIMENTO

Acabei de ler a coluna escrita pelo deputado Janio Mendes com o título de “1997 – ANO QUE PODERIA TER MUDADO A NOSSA HISTÓRIA”. O deputado se refere ao ano que foi aplicada a Lei 9478/97, e aí ele discorre sobre a data que coincidentemente foi o da minha posse à frente da Prefeitura de Cabo Frio, e o faz como se o meu governo tivesse sido beneficiado com essa Lei.

Vou considerar a tentativa do Janio em me situar como o prefeito dos anos dourados da bilionária receita trimestral do petróleo como um desconhecimento da própria Lei por ele citada, pois conheço o adversário e não acredito que me culpasse de algo que não fiz: jogar dinheiro do povo no ralo da incompetência ou da desonestidade. Somente por isso o desculpo, pelo seu desconhecimento!

Deixe-me então explicar porque ele não pode colocar sobre mim os bilhões do desperdício.

1) A lei realmente é para ser aplicada no ano em que comecei o meu governo 1.997, mas sem resultado nas contas de Cabo Frio.

2) Realmente as cidades de Campos, Macaé e Rio das Ostras, como o deputado mencionou, receberam já em 1997 as extraordinárias parcelas trimestrais da Petrobras.

3) Qual o critério em Lei para uma cidade ter direito a participação especial e recebê-la: ter em seu mar territorial um grande poço de petróleo e essas cidades tinham, mas infelizmente a nossa não tinha um grande poço como as três por mim mencionadas. Cabo Frio tinha uma boa receita mensal, mas porque dispunha de um bom número de pequenos poços e não de um grande como tinha as outras cidades. Até então, a nossa mais importante plataforma (Anchova), no momento da aplicação da Lei em 1997, já não produzia a quantidade de petróleo que representasse a exploração de um grande poço. Aliás, no momento da Lei, se tirava dele apenas 15% do que produzia no seu início, e hoje praticamente quase nada.

4) Quando Cabo Frio teve um grande poço e passou a receber a parcela trimestral, passei os Meus dois mandatos indo e vindo à Petrobras em busca dessa receita, sem sucesso, até que acendeu uma luz: quando foi anunciado a descoberta de um campo gigante de petróleo, que de tão grande aumentaria ao ser explorado em muito a produção de petróleo no Brasil. Dias depois, foi anunciado ser o mesmo próximo a Cabo Frio e recebeu o nome de Marlin Sul. Para nossa alegria, estava nos paralelos do nosso mar territorial. Pensei: “agora nossa cidade entrará no seleto grupo da produção especial”.
Só que não bastava ser grande, tinha que ter grande prospecção, exploração. Ou seja, só com o tempo desse poço seria explorada grande quantidade de petróleo, o que veio acontecer no final do meu governo, fins de 2004. Exatamente no meu último trimestre, em novembro, Cabo Frio recebia sua primeira parcela ainda ao poço Marlin Sul estar começando a ser um grande poço. Foram exatamente R$ 9 milhões de reais.

Me lembro do dia que inaugurava o hospital de Tamoios com o prefeito de Rio das Ostras presente, que me perguntava “Alair: recebeu quanto de petróleo ontem?” respondi “nada!”.

Ele completou: “recebi minha parcela ontem, foi de R$ 40 milhões”, foi quando falei pra ele “mas Sabino, hoje é dia 10 e costuma chegar só no dia 21”, ele então me informava que se referia a parcela que Rio das Ostras recebia trimestralmente.

Imaginem quão louco fiquei, pois naquele momento eu fazia a transformação de Cabo Frio com apenas R$ 3/4 milhões que recebia por mês e em dezembro de 2004, no último mês governando, recebi 5/6 milhões de reais.

Então tudo que fiz em Cabo Frio como prefeito foi sem petróleo, ou com petróleo recebendo apenas mensalmente. E assim mudamos nosso município, como o asfaltamento da cidade inteira, a urbanização das praias, construção de hospitais, galerias, escolas, as novas entradas, terminal para transatlânticos, ponte, super postes , estádio, Prefeitura nova, teatro, Ginásio poliesportivo, shopping dos biquínis, Boulevard Canal, orla dos quiosques, aeroporto, etc,etc,etc,etc. TUDO TUDO FEITO SEM RECEBER AS FAMOSAS PARCELAS TRIMESTRAIS.

5) Deputado Janio Mendes, toda essa explicação estou lhe dando porque tenho certeza que o senhor, por PURO DESCONHECIMENTO, incluiu o meu governo no recebimento das trimestrais quando jamais recebemos

6) O deputado agora alertado quanto a inclusão indevida do meu governo nesse seu artigo, deveria como homem correto que é corrigir o quase inaceitável engano, principalmente para alguém que é deputado, e foi
candidato a prefeito, mas repito, considerei um erro que pode perfeitamente ser corrigido.

7) Finalmente achei por bem, para que seu artigo não fique de todo errado, dizer que no caso do seu amigo ex-prefeito Marquinho Mendes, seu governo realmente recebeu em todos os seus oito anos as parcelas trimestrais pagas especialmente aos municípios detentores dos grandes campos de petróleo. Para sorte dele – e não de Cabo Frio – o campo de Marlin Sul só foi considerado grande produtor ao encerrar meu governo, e já no mês de fevereiro ele recebeu R$ 25 MILHÕES DE REAIS, e depois em maio, agosto e novembro e assim nos seus oito anos de desgoverno, como os valores das parcelas foram aumentando, chegando até a R$ 40 MILHÕES CADA, teve em suas mãos para desgovernar a cidade além das parcelas mensais (96) que totalizou um total de R$ 1,4 bilhão (isso mesmo: UM BILHÃO E QUATROCENTOS MILHÕES DE REAIS!), teve, só com as parcelas trimestrais (32) + R$ 1 bilhão (veja bem: UM BILHÃO DE REAIS!) resultando ao final do “governo”, R$ 2.400.000.000,00 (DOIS BILHÕES E QUATROCENTOS MILHÕES DE REAIS).

E o pior: após ter feito tanta bobagem, me entregou uma cidade falida, que estou lutando para recuperar.