CABO FRIO É NOTA 10 EM TURISMO

cabo frio turismo

Todos sabem o que tenho passado enfrentando uma verdadeira tempestade para administrar uma cidade que perdeu quase a metade de seus recursos. Contudo, uma notícia encheu o meu CORAÇÃO DE ALEGRIA E ORGULHO. A confirmação que Cabo Frio está entre as melhores cidades turísticas do país e entre as cinco melhores do estado do Rio com a classificação “A”. Ou seja: Cabo Frio recebeu a NOTA MÁXIMA. O estudo técnico é do Ministério do Turismo e referendado pelo Tribunal de Contas da União e do Senado Federal. A turbulência político-econômica que afeta nosso país ficou mais grave com a queda na arrecadação do petróleo. É preciso esforço redobrado para manter os serviços essenciais funcionando. Isso todos sabem e estão vivenciando. Estados com pagamentos atrasados e até parcelando o salário dos servidores. Entre tantas notícias desanimadoras, sempre aparece uma injeção de ânimo para que possamos continuar trabalhando pelo bem de nossa Cabo Frio. Essa notícia, repito, encheu o meu coração de alegria!

Ora, não se faz uma cidade da noite para o dia. É preciso muita dedicação e olhar atento para o futuro. Foi exatamente o que eu fiz como um homem público visionário e comecei a trabalhar incansavelmente! Tanto na infraestrutura, quanto na divulgação. Calçamos ruas, asfaltamos e urbanizamos quase toda a cidade. Construímos Hospitais, Postos de Saúde, Escolas. Limpamos a cidade e a transformamos em orgulho para os cabo-frienses ao vê-la classificada como “A CIDADE MAIS LIMPA DO BRASIL”. Construímos a Nova Ponte, as Novas Entradas, o Boulevard Canal, o Shopping da Rua dos Biquínis, tapamos os valões, urbanizamos todas as orlas.

NOSSO SONHO (que muitos julgavam loucura) foi realizado ao construirmos o AEROPORTO INTERNACIONAL. Brigamos muito, mas conseguimos colocar Cabo Frio na rota dos Navios de Luxo. Não paramos por aí, organizamos e colocamos no mapa turístico o maior RÉVEILLON do Estado (depois de Copacabana) e um dos maiores do país. Investimos muito em Feiras de Turismo, Workshops e Famtour com jornalistas especializados e agentes de turismo. Lamento que nosso projeto de desenvolvimento tenha sido interrompido por oito anos quando nenhuma construção foi realizada. Um retrocesso!

A classificação revelada agora pelo Ministério do Turismo comprova que todo nosso trabalho sempre esteve no rumo certo. Cabo Frio é cidade classe “A” em Turismo. Número de estabelecimentos de hospedagem, número de empregos formais ligados ao turismo, estimativa de turistas de demanda doméstica e internacional, entre outros fatores formam a categorização. A população e os empresários do TRADE turístico podem comemorar.

Bem, o resultado de nossa “loucura” lá atrás é certificado agora e temos uma cidade com potencial turístico enorme para trabalhar. A infraestrutura está pronta. Cabe agora à sociedade, moradores, empresários e hoteleiros também arregaçar as mangas e focar o trabalho na conquista de turistas e visitantes de qualidade. A beleza natural e a generosa geografia Deus nos deu. O Poder Público fez a sua parte e já foi reconhecido. Apesar de, atualmente, o povo demonstrar que esqueceu tudo o que fiz e me culpar pelo que não consigo fazer motivado por uma CRISE que não criei. Contudo, é hora de todos trabalharem muito mais por Cabo Frio.

CABO FRIO PELO CÉU PELA TERRA E PELO MAR!

8d0d1713355dc77ede8e3e9c8bdff3de

ALGUMAS PESSOAS FINGEM ESQUECER DAS COISAS BOAS QUE FIZEMOS.

Ontem, com a chegada do último navio, encerrou a temporada de TRANSATLÂNTICOS 2015/2016. Foram 75 mil turistas que recebemos em nosso terminal. Desses, 85% foram paulistas, e mais importante ainda é que 72% vieram a Cabo Frio pela primeira vez e muito mais importante e gratificante é que 98% desses mais de 70.000 turistas disseram que adoraram nossa cidade e que voltarão a visitá-lá. São dados como esses que me mantém vivo e disposto a continuar enfrentando essa dificuldade e rompendo tão grande tempestade. Vejo no momento dessas perdas que as obras que fiz no passado quando fomos fortes economicamente, nos ajuda a manter nossa cidade viva e atraente. Que bom que há vinte anos atrás, quando não tínhamos entrada por terra o meu governo tenha feito as duas largas entradas, pela Avn. América Central (Praia do Siqueira) e Avn. Wilson Mendes (Jacaré) essa inclusive com uma nova e moderna ponte. CABO FRIO PASSOU A TER SUA ENTRADA POR TERRA. Que bom que em 1998 o meu governo inaugurou o nosso Aeroporto Internacional com a segunda maior pista para pouso do nosso Estado. CABO FRIO PASSOU A TER SUA ENTRADA TAMBÉM PELO CÉU.

Que bom que em 2003 o meu governo inaugurou o Terminal para Transatlânticos e que, nesses últimos cinco meses, tenhamos recebido mais de 70.000 turistas. CABO FRIO PASSOU A TER SUA ENTRADA PELO MAR.

Tivemos, nos últimos anos, o aeroporto quase parando e o terminal recebendo por ano dois três navios. As dificuldades têm sido muitas e lutamos para rompê-las mas, a falta de dinheiro não impediu que mantivéssemos o olhar para frente sem tirar a história das nossas mãos e utilizá-la para vencer. Como dizia no passado agora já se pode entrar em CABO FRIO PELO CÉU, PELA TERRA E PELO MAR!

DETERMINAMOS E FOMOS ATENDIDOS, OBRIGADO A TODOS OS AMBULANTES!

Praia do ForteFoi muito bom ver, agora pela manhã, nossa Orla e ruas de acesso à nossa praia completamente livres das mais de 1.000 barracas que, por três meses, foram instaladas para os milhares de ambulantes trabalharem. Algumas pessoas criticaram o governo por ter permitido tantas barracas instaladas em nossa cidade. O que podemos dizer é que seria desumano, com tantos desempregados e outros que ganham pouco e precisando de uma ajuda no orçamento familiar, não poderem trabalhar. Foi por isso que permitimos que todos trabalhassem. Sem citar que economizamos DOIS MILHÕES DE REAIS, que em anos anteriores pagavam a contratação de 500 homens encarregados da fiscalização desse serviço.

Ou seja , uma economia de 2 milhões de reais e a permissão que milhares de famílias melhorassem sua renda. Todos com seus carrinhos e barracas puderam trabalhar e ganhar o seu dinheiro. Nossa cidade volta a sua vida normal, com ruas desempedidas e mais limpas. Voltamos a cuidar do lixo produzido pelos 200 mil moradores e não 400 mil que foi o número que tivemos de visitantes nos últimos três meses.

Obrigado ao Lobato que, com poucos homens, fez o impossível já que os concursados não quiseram trabalhar no carnaval. Obrigado aos ambulantes que atenderam ao nosso pedido tirando suas barracas ontem à noite.

É bom ver nossa cidade bonita como fica fora do verão.

Até amanhã,
Alair Corrêa

ESTAMOS TRABALHANDO O TURISMO COMO REDENÇÃO ECONÔMICA PARA NOSSA CIDADE.

Temporada de Transatlânticos em Cabo Frio - 01

Hoje, nosso cartão postal está diferente de todos os outros desses nossos 400 anos. Pela primeira vez, temos dois transatlânticos fundeados em nossa Praia do Forte. Sonhei muito com esse quadro e como esperei por ele; só que o calo apertou, provocou dores e tive que sair da cômoda posição de espera por termos o “ouro negro” (petróleo) e ir à luta em busca dos transatlânticos e de novos contatos, também buscando o centro de convenções.

Sabemos que dentre tantas alternativas, o turismo náutico e o de negócios deverão ser nossa saída da crise e nossa independência econômica. Estamos trabalhando junto à Marinha pela aprovação de mais dois pontos de fundeio: já licitamos a reforma do terminal para passageiros dos transatlânticos (exigência das empresas que operam o serviço) e o aumento do Deck para aportarem mais catamarãs. Já conseguimos, para a temporada que começa em setembro, só com uma operadora, mais 33 Transatlânticos com os pacotes já sendo vendidos.

Essa é a primeira grande vitória desde o início da crise do petróleo, mas Deus está mudando mais uma vez nossa história. ELE é realmente magnífico, extraordinário!

Temporada de Transatlânticos em Cabo Frio - 02

– Agradeço ao amigo Frederico Santa Rosa pelas lindas fotos.

SEM PETRÓLEO O CAMINHO É O TURISMO!

Prefeito Alair Corrêa

Esse momento não é para estarmos buscando culpados pela situação delicada que estamos passando em Cabo Frio. Temos que lembrar que a crise do petróleo é internacional, pois trata-se de uma briga entre os países produtores. Já aqui no Brasil, temos como agravante o escândalo da Petrobras. Lembramos que juntos esses dois acontecimentos quase faliram nossas cidades.

No entanto, se não somos responsáveis pela queda dos ROYALTIES, no entanto, temos responsabilidade por não termos preparado o município para esse tipo de problema. Por isto, nós, os políticos cabofrienses, somos sim culpados.
É simples entendermos: tivemos muito dinheiro e não aplicamos em outras atividades, como por exemplo, no turismo. É verdade que, nem com bola de cristal, poderíamos enxergar que um dia a Petrobras pudesse ser saqueada como foi por esses criminosos. Mas já quanto a queda no preço do barril do petróleo e quanto à crise no mundo era tudo bem previsível. Entretanto, nesses anos de royalties, ficamos acomodados e nada fizemos.

O recebimento dos royalties começou em 1987 e os prefeitos desses 30 anos que a cidade viveu dessa receita, além de mim foram , pela ordem prefeitos: Dr. IVO SALDANHA, JOSÉ BONIFÁCIO e MARQUINHO MENDES. E não venham com essa conversa de que eram menores as cotas, pois o recebimento começou no último ano do meu primeiro mandato e ainda assim deu para fazer em um ano um hospital, 300 casas no Manoel Corrêa, um Estádio de Futebol (Correão), a Orla do Mangue até a praia de Ossos em Búzios (hoje, a Orla Bardot), Escolas em CABO FRIO ,BÚZIOS e ARRAIAL DO CABO além de pavimentação e obras nessas três cidades, pois em meu primeiro mandato Arraial e Búzios ainda eram nossos distritos.

Talvez eu até esteja sendo muito severo comigo ao incluir meu nome no grupo dos prefeitos e políticos que se acomodou e não tentou criar uma forte receita interna que tornasse Cabo Frio independente da Petrobras. Por exemplo, só para lembrar aos cabofrienses, a maior riqueza que tivemos com o petróleo nesses 30 anos esteve nas mãos do ex-prefeito Marquinho Mendes já que foi nos oito anos do governo dele que a cidade passou a receber a cota especial (indenização por um grande poço) a famosa trimestral valor de R$ 25/40 milhões, além da cota mensal que pulou do nosso ultimo mês dezembro de R$ 5 Milhões para mais de R$ 13 milhões. Então, fomos uma cidade super rica em arrecadação. Infelizmente agora, o que era uma receita de R$ 40 milhões a cada três meses caiu e passou para R$ 14 milhões; e o que era um repasse de R$ 13/18 milhões mensais passou para apenas R$ 10/11 milhões. Quando digo que estou sendo severo comigo é simplesmente porque no período 2005/2012, o governo anterior não fez um único investimento no turismo, nosso principal caminho para chegarmos a uma vida economicamente própria e independente. Deixei um programa de investimentos nessa área, mas ele abandonou.

ELE NÃO FEZ UMA ÚNICA OBRA OU ÚNICO INVESTIMENTO NO TURISMO, E O PIOR: DEIXOU O QUE FIZEMOS ACABAR E AINDA JOGOU PRATICAMENTE FORA TODA FORTUNA QUE A PREFEITURA ARRECADOU NOS SEUS OITO ANOS “GOVERNANDO”, um grande crime contra a cidade!

Quando digo que estou sendo severo me incluindo no grupo de quem nada fez, é porque ao contrário deles, enquanto governei, foquei nesse objetivo, na nossa independência através do turismo. Vejamos só; construímos todas as ORLAS DA CIDADE, O AEROPORTO, O BOULERVARD CANAL, A PRAÇA DOS QUIOSQUES, A PRIMEIRA ENTRADA COM DUAS PISTAS PARA A CIDADE COMO AV. AMÉRICA CENTRAL, A ORLA DO MALIBU E O CANTO DO FORTE, A PRAÇA DAS ÁGUAS, A PONTE MÁRCIO CORRÊA, O SHOPPING DOS BIQUÍNIS, NA GAMBOA, A SEGUNDA ENTRADA DA CIDADE – AV. WILSON MENDES, O TERMINAL PARA TRANSATLÂNTICOS E, ainda como entendia que para se fazer um turismo forte o esporte e a cultura não poderiam ficar de fora do projeto, ainda construímos o ESTÁDIO CORREÃO, O GINÁSIO POLIESPORTIVO MUNICIPAL E O TEATRO MUNICIPAL. Ficou faltando apenas o Centro de Convenções.

Quero aqui não culpar tanto o Ivo e o Zé Bonifácio, pois os dois não receberam em seus governos as cotas trimestrais , apesar de, também sem a cota trimestral, em meus oito anos de administração, ter conseguido só com a mensal, fazer tudo que foi demonstrado acima e ainda conseguir mudar Cabo Frio. Se por três décadas fomos tímidos nos investimentos em turismo e ainda ficamos por oito anos ESTAGNADOS no governo” MM ” temos agora a obrigação de correr contra o tempo e recuperar nossa economia através de um TURISMO FORTE!

AEROPORTO DE CABO FRIO JÁ RECEBEU 60 JATOS EXECUTIVOS DURANTE A COPA

Copa aumentou o movimento no Aeroporto Internacional de Cabo Frio

Copa aumentou o movimento no Aeroporto Internacional de Cabo Frio

O Aeroporto Internacional de Cabo Frio virou uma boa alternativa para quem deseja chegar ao Rio de Janeiro. Devido a falta de espaço nos aeroportos Internacional Tom Jobim (Galeão) e Santos Dumont, na capital fluminense, aeronaves com torcedores e jogadores de outros países estão estacionando na cidade da região da Costa do Sol. Cerca de 60 jatos executivos já desceram no terminal desde o começo da Copa do Mundo, a maioria vinda dos Estados Unidos, Chile, Argentina, Uruguai e França. As aeronaves das delegações da Holanda, Inglaterra, Chile e Bélgica também já passaram pela cidade.

O aeroporto, que normalmente opera três voos semanais para Belo Horizonte e Campinas, além de atender as plataformas da Bacia de Campos com voos diários de helicópteros, tem recebido uma média diária de cinco jatos executivos. No fim de semana da final da Copa do Mundo, dias 12 e 13 de julho, deverá receber quase 50 jatos executivos e 10 aeronaves de grande porte. 

Segundo a Setur-RJ, a implementação de novos aeroportos regionais, como o de Cabo Frio, Angra dos Reis e Paraty, no Plano Estadual de Turismo deve ser acompanhada de um plano de promoção e captação de voos e estímulo de tráfego de turistas. O Estado do Rio de Janeiro, ainda de acordo com a Setur-RJ, será o primeiro a desenvolver um plano estadual de turismo priorizando o desenvolvimento das ligações aéreas regionais.

Fonte: Mercado e Eventos

FERIADO DE CORPUS CHRISTI TERÁ PROCISSÕES ESPALHADAS PELO RIO

Tapetes confeccionados com sal, corantes e outros materiais são atrações todos os anos.

Tapetes de sal colorem feriado de Corpus Christi. Na foto, a Praça Porto Rocha, em Cabo Frio - Eliethon Dias

Tapetes de sal colorem feriado de Corpus Christi. Na foto, a Praça Porto Rocha, em Cabo Frio – Eliethon Dias

RIO – A tradicional procissão de Corpus Christi promete reunir milhares de fiéis nas homenagens ao Cristo Eucarístico, nesta quinta-feira, no Centro do Rio. O ato de fé é um dos maiores eventos do calendário religioso da cidade e acontecerá às 16h, com percurso da Candelária até a Catedral de São Sebastião.

Saindo da igreja da Candelária, a procissão seguirá pelas avenidas Rio Branco, Almirante Barroso e República do Chile. Durante o trajeto, os fiéis poderão acompanhar melhor os cantos e orações através dos rádios de pilha e também pelo sistema de amplificação de trios elétricos e seis carros de som, aparelhagens especiais, com 30 mil folhetos com os cânticos.

Os tapetes de sal feitos na Praça Porto Rocha, em Cabo Frio - Eliethon Dias

Os tapetes de sal feitos na Praça Porto Rocha, em Cabo Frio – Eliethon Dias

As homenagens terão início às 10h, quando o cardeal dom Orani João Tempesta celebra missa solene no Santuário da Adoração Perpétua ao Santíssimo Sacramento na Igreja de Santana.

Os tapetes de sal, de aproximadamente 400 metros, na Avenida República do Chile, serão confeccionados por jovens cariocas a partir das 5h desta quinta-feira. Por esse tapete, que começa em frente à Catedral de São Sebastião e termina na altura da Rua Senador Dantas, dom Orani conduzirá a custódia com o Santíssimo Sacramento. Para o coordenador da montagem dos tapetes, Padre Ramon, não só os jovens podem participar da confecção, mas qualquer grupo das diversas paróquias ou movimentos.

A Arquidiocese do Rio convida todos os fiéis a levarem, pelo menos, um quilo de qualquer alimento não perecível que será doado aos mais carentes. Os fiéis deverão entregar suas doações na catedral, após a chegada da procissão. Nesta homenagem a Corpus Christi, cujo tema é “Dai-lhes vós mesmo de comer!”, a ideia de recolher os alimentos” é uma forma simbólica de lembrar que quem caminha para o pão espiritual deve também partilhar o pão material”, afirmou em nota a Arquidiocese.

SÃO GONÇALO PREPARA TAPETE COM 2 KM

Os tapetes e painéis religiosos irão tomar conta de quase 2 quilômetros de via, em São Gonçalo. Serão utilizadas 50 toneladas de sal grosso, 200 sacos de 60 quilos de serragem e 200 frascos de corante líquido. As peças começarão a ser confeccionadas nesta quarta-feira, um dia antes do evento, para evitar que as pessoas passem a madrugada inteira na rua.

Esse ano, a novidade está no palco onde será realizada a missa. A estrutura ficará instalada nas escadarias que dão acesso à Igreja Matriz de São Gonçalo do Amarante, no Centro do município, visando aproximação ainda maior com o público. A missa começa às 8h e, logo em seguida, terá início a procissão, que se estenderá pelas ruas Coronel Moreira César, Doutor Feliciano Sodré e Nilo Peçanha. A previsão é que cerca de 30 mil fiéis acompanhem o evento.

EM CABO FRIO, TAPETES SERÃO CRIADOS A PARTIR DESTA QUARTA

A confecção dos tapetes de sal começa nesta quarta-feira a partir das 20h, em Cabo Frio, na Região dos Lagos, e continua na manhã de quinta-feira até as 13h. A tradição reúne escolas municipais, empresas privadas, além de movimentos e pastorais católicas que se reúnem todos os anos para criar verdadeiras obras de arte, que são feitas na pista da principal avenida da cidade com o sal, riqueza histórica do município.

Na quinta-feira, a Santa Missa acontece às 8h30m na Igreja Matriz Auxiliar. Também haverá missa solene às 16h, na Praça Porto Rocha, seguida de procissão do Santíssimo Sacramento. Além de festa externa e show com Cosme e banda às 21h. Na Sexta-feira, haverá missa às 7h30m e às 19h na Igreja Matriz Auxiliar. No sábado, a missa será às 20h, na Igreja Matriz Auxiliar.

Fonte: O Globo