Cartão de crédito: Dicas de como usar nas suas viagens internacionais

Cartão de crédito: Dicas de como usar nas suas viagens internacionais

15/08/2019 Off Por Alair Corrêa

Viajar internacionalmente é uma grande maravilha para as pessoas que nunca fizeram isso antes, ou até mesmo para quem faz isso todo ano, o problema é quando a diversão torna-se um grande problema, já que os gastos com o cartão de crédito não foram nada planejados.

Na verdade a melhor coisa é se retirar no câmbio o maior número possível de dinheiro do país que está visitando, pois você assim não vai precisar usar o cartão de crédito, sim ele é mais prático, mas para nós brasileiros, toda compra vem com um bônus não muito legal, chamado: IOF.

O que é o IOF?

O imposto sobre operações financeiras é o imposto sobre as operações no cartão de crédito feitas no exterior.

Isso significa que cada compra feita no exterior com o cartão vai fazer com que você pague um imposto sobre o valor que for gasto nela e ele não é barato. Pode até parecer, já que são 6,38%, mas imagine que você vai comprar um iPhone nos EUA de 1000 dólares, você vai pagar com o valor convertido só de IOF 255 reais a mais.

Imagine isso em toda operação que usar o cartão, por isso é tão difícil ter controle. Isso sem contar que você não vai olhar o câmbio todo dia para ver qual valor está a moeda do país que está viajando.

Use menos o cartão de crédito

Com tantos problemas que pode ter com o cartão de crédito, você deve utilizar em menor quantidade possível.

É óbvio que vão ter momentos que você vai ter que usar ele e portanto, não haverão mais alternativas, mas se você for usar é bom tomar cuidado.

Saiba que dificilmente a conta vai vir baixa se você não planejar e botar tudo na ponta do lápis.

Se planejar é a melhor opção

Coloque um limite que você vai gastar no cartão de crédito contando já com o imposto. Se você estiver com dificuldades é só você fazer a conta, o dinheiro que você está levando em reais, o quanto pretende gastar (também em reais) + 6,38%.

Lembre-se de ter uma margem muito menor do que pode gastar, pois o valor da moeda pode aumentar de acordo com o tempo que você estiver no país.

[Total: 0    Média: 0/5]