Cássio Souto dos Santos denuncia problemas de gestão na área de saúde de Canoas

Cássio Souto dos Santos denuncia problemas de gestão na área de saúde de Canoas

27/07/2019 Off Por Alair Corrêa

Médico Endocrinologista, Dr. Cássio Souto dos Santos denuncia problemas de gestão na área de Saúde no município de Canoas (RS). Entre os destaques elencados pelo ex-presidente do Gamp (Grupo de Apoio à Medicina Preventiva e à Saúde Pública) estão o atraso de repasses por parte do governo estadual.

O pagamento de fornecedores de outras áreas está sendo postergado e os valores que iriam para o pagamento de outros serviços serão destinados ao custeio dos hospitais da cidade.


Na época em que o Gamp estava encarregado da gestão da Saúde do município de Canoas (RS), 2018, os avanços foram notórios e qualquer tipo de fraude era inexistente. Por exemplo, o número de cirurgias bariátricas triplicou. Os procedimentos ortopédicos de média e alta complexidade – que atendem 153 municípios, também triplicaram e aumentaram as assistências ambulatoriais. Em 2016, a fila de espera por consultas e exames foi completamente zerada, bem como no ano seguinte (2017).


O Grupo administrado pelo Médico Cássio Souto dos Santos e as principais unidades de saúde de Canoas como o Hospital Universitário (HU); Hospital de Pronto Socorro (HPSC); Unidades de Pronto Atendimento (UPA´s) Rio Branco e Caçapava e Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) Amanhecer, Novos Tempos, Travessia e Girassóis eram totalmente isentas de fraudes e corrupção.

Neste período, o Grupo Gamp administrado por Cássio Souto Santos investiu em equipamentos e infraestrutura, implantou a Telemedicina e reativou serviço de saúde auditiva no HU.


Entre os principais projetos desenvolvidos pelo grupo administrado por Cássio Souto estão a reforma da maternidade e a recuperação do parque tecnológico do HU, pois muitos equipamentos se encontravam estragados. Reativação do serviço de saúde auditiva, parado desde 2015, e finalização da reforma do quinto andar do hospital, para oferecer às gestantes um ambiente mais acolhedor e confortável na hora de dar à luz.

Também foi na gestão do Cássio Souto Santos, que o serviço de hemodinâmica passou atender 24 horas, pois antes os pacientes eram atendidos apenas em horário comercial.

Devido à grande procura por consultas clínicas e de pediatria nas UPAs, o GAMP aumentou o número de médicos e enfermeiros. A UPA Rio Branco, por exemplo, chegou a atingir um índice de satisfação de usuários de 95%. Tudo graças aos novos exames implantados na rede como eletroencefalograma de sono e vigília e o eletroneuromiografia, que atendem os pacientes com problemas neurológicos.


Além da melhoria na assistência direta à população, também houve investimento em infraestrutura como reparos nos pavimentos do subsolo, térreo e segundo andar, na farmácia e no almoxarifado. O telhado foi recuperado e os elevadores, consertados. Foi inaugurada uma nova Central de Acolhimento e instalada uma Central de Monitoramento. O controle de acesso ao HU foi feito por meio de catracas, que garantiram maior segurança a todos.


No HPSC – que é referência em trauma para 153 cidades, os atendimentos de emergência foram priorizados com aumento da equipe, sem deixar de lado o suporte aos canoenses, que buscam a unidade para outras demandas. Ou seja, o Gamp finalizou o primeiro ano de administração nas unidades de saúde de Canoas com impostos pagos e empenho no serviço prestado à população, com planejamento estratégico de 2018 focado em aumentar a oferta de serviços e manter a excelência no atendimento prestado.


Importante salientar ainda que, uma equipe de médicos especializada em gestão clínica, e com foco no atendimento assistencial humanizado, passou a atuar no Hospital Universitário e no Hospital de Pronto Socorro de Canoas, ambos administrados pelo Grupo de Apoio à Medicina Preventiva e à Saúde Pública (Gamp). O serviço também incluiu as UPAs Caçapava e Rio Branco e os Centros de Atenção Psicossocial (CAPs), também sob gestão do Gamp.


Houve treinamentos específicos para as equipes e conscientização dos usuários. As internações passaram a ser monitoradas por prontuário eletrônico, o mesmo utilizado nas unidades ambulatoriais, evitando custos desnecessários na repetição de exames. Outra novidade implantada foi o monitoramento dos pacientes após a alta hospitalar, por telefone, nos primeiros dias fora do hospital e verificar se todo o processo ocorreu dentro do esperado. Desta forma, a população se sentiu acolhida. Nas ligações foram coletadas informações, tais como se foi necessária a reinternação, se o tratamento prescrito foi seguido à risca e se teve acesso à medicação, por exemplo.


Além do prontuário do paciente, onde foram coletadas diariamente todas as suas informações, houve uma planilha com todos os dados referentes ao tratamento a que foi submetido. No final, assim que for registrada a saída, começa o trabalho de monitoramento no pós-alta.

No final do questionário, o paciente ainda era convidado a fazer parte de um programa de educação on-line de saúde para receber periodicamente dicas de saúde. Pacientes crônicos – hipertensos ou diabéticos – terão informações específicas para essas patologias.

Sobre o Gamp

medico_cassio_souto_santos


O Grupo de Apoio à Medicina Preventiva e à Saúde Pública (Gamp) atua desde 2006 com gestão de saúde, prestando serviços junto a governos municipais e estaduais.

A organização se destaca pela gestão transparente e pela capacidade de administração de unidades de saúde e recursos públicos com responsabilidade. Com sede na capital paulista, atualmente está presente no interior de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Paraná e Rio Grande do Sul.

Oferecer excelência em gestão e assistência multidisciplinar em saúde qualificada e focada às necessidades dos clientes, garantindo a integralização dos sistemas de saúde faz parte de sua missão. Entre seus objetivos estão a prestação de serviços qualificados de gestão e assistência à saúde com excelência, sendo preferência e referência pelo seu diferencial nos processos de trabalho e resultados esperados.

Gostaram do artigo? Então deixe logo abaixo seu comentário!

[Total: 5    Média: 4.8/5]