Saiba mais sobre segurança do trabalho

Saiba mais sobre segurança do trabalho

27/03/2019 Off Por Alair Corrêa

A diversidade do mercado se reflete nos riscos que determinadas profissões envolvem, tanto em relação a doenças ocupacionais quanto acidentes de trabalho. Nesse contexto, há normas específicas que estabelecem medidas a serem tomadas em prol da proteção do colaborador, e um dos serviços requisitados para adotá-las é o de consultoria em segurança do trabalho, que corresponde a uma forma de as empresas terem suporte para atender cada aspecto de tais normas, tornando assim, as condições de trabalho adequadas e mais seguras.

Uma vez que cada atividade tem suas particularidades, a atuação de uma consultoria pode ser significativa, em especial, pela possível relação que as medidas a serem implementadas podem ter com os seguintes fatores:

  • Técnicos;
  • Comportamentais;
  • Educacionais;
  • Administrativos.

Esses elementos passam a ser analisados para que, de fato, a qualidade de vida seja priorizada na forma de atuação profissional, além de garantir que os requisitos legais sejam atendidos. Nesse cenário, a identificação da parcela de responsabilidade é crucial para que cada pessoa consiga desempenhar seu papel de maneira satisfatória no que diz respeito a segurança do trabalho.

No caso do poder público, pode-se relacionar a legislação, fiscalização e imposição das penalidades necessárias. Já ao empregador, é necessário que atenda às disposições vigentes em relação ao ambiente de trabalho e recursos oferecidos aos funcionários, além de informar os trabalhadores a respeito.

No que diz respeito ao papel dos funcionários, naturalmente, é algo que pode variar muito de acordo com os segmentos de atuação e normas aplicadas. No entanto, de maneira geral, a colaboração é um dos principais pontos a serem atendidos, como a realização dos exames médicos necessários, contribuir com o uso adequado dos equipamentos de segurança, atender as ordens referentes a segurança e saúde em sua atuação, entre outros aspectos.

O que é EPI?

EPI significa Equipamento de Proteção Individual e corresponde a um dos principais pontos discutidos e requisitados quando se trata de segurança do trabalho. Os equipamentos de proteção individual são aplicados em qualquer situação que tenha potencial risco para o trabalhador, como em atividades com ruídos, operação de máquinas, manuseio de substâncias nocivas para a saúde, entre outras.

É de responsabilidade do empregador que o equipamento seja oferecido para o colaborador em um bom estado de conservação e de forma gratuita. Naturalmente, os equipamentos devem ser selecionados de maneira cautelosa para que estejam de acordo com os riscos existentes em cada área de atuação. Por exemplo, a luva de aço inox é ideal para a proteção contra cortes e por isso é um EPI amplamente utilizado em locais como açougues e abatedouros.

Há outros itens mais versáteis, como o óculos de proteção EPI, que pode ser encontrado nos mais variados modelos, para atender trabalhos em construções, laboratórios, operações de máquinas agrícolas, entre outras atividades em que os olhos precisam ser protegidos para evitar danos com potencial severo.

A relação da segurança do trabalho com treinamentos dos colaboradores

Assim como os equipamentos de segurança, alguns treinamentos são indispensáveis para garantir a adoção correta da segurança do trabalho. Além disso, possuem um papel fundamental para que os trabalhadores sejam devidamente preparados e conscientizados em torno dos possíveis riscos e como se prevenir. Dessa maneira, pode-se dizer que palestras e treinamentos são formas de apostar ainda mais na prevenção.

Os treinamentos também estão relacionados com as normas regulamentadoras, por exemplo, o treinamento NR 17 viabiliza maior conforto e segurança para os colaboradores em relação a aspectos como organização, condições do posto de trabalho, manipulação adequada de recursos ou mercadorias, assim como fatores psicossociais.

Um exemplo de área que adota o treinamento em prol da ergonomia é a de telemarketing, uma vez que há obrigatoriedade, de acordo com a NR 17 para treinamento semestral dos funcionários de determinadas empresas para que exista a devida capacitação e orientação a respeito da segurança e saúde.

Se pode concluir que, com as medidas adequadas, tanto no que diz respeito ao uso dos equipamentos quanto a regularização da estrutura e treinamentos, é possível minimizar de maneira significativa os riscos que algumas atividades envolvem. Por essa razão, é crucial que as empresas recorram sempre a profissionais especializados para garantir que as medidas compatíveis com o setor de atuação sejam tomadas perante às normas vigentes.

Dessa maneira, será possível contar com um investimento significativo, uma vez que a boa gestão nesse cenário contribui não apenas para que penalidades sejam evitadas, como também, para que a mão de obra em questão tenha os recursos necessários para atuar de maneira eficiente e com maior produtividade, uma vez que afastamentos devido a licenças médicas e faltas por questões de saúde também podem ser reduzidos.

[Total: 1    Média: 5/5]