PROBLEMAS RESPIRATÓRIOS, QUANDO SE PREOCUPAR?

PROBLEMAS RESPIRATÓRIOS, QUANDO SE PREOCUPAR?

02/04/2020 Off Por Alair Corrêa

O processo de respiração é fundamental para que o corpo humano mantenha a boa funcionalidade de suas atividades biológicas naturais, de forma que o processo de respiração realizado pelo corpo humano permite a concentração de oxigênio no sangue.

Dessa forma o organismo pode desempenhar suas funções metabólicas, regulando a temperatura corporal e auxiliando no processo de liberação de água do corpo humano.

Logo, para que o corpo desempenhe suas funções corretamente o processo de respiração precisa ocorrer da melhor forma possível.

Mas o que é um Problema Respiratório?

Problemas respiratórios podem surgir por diversos fatores, como exposição a gases tóxicos, fatores hereditários etc.

O fato é que quando o processo respiratório não ocorre normalmente as ações naturais do corpo humano, não desempenham suas funções corretamente e em alguns casos podem ocasionar no surgimento de outras doenças.

Os problemas respiratórios devem ser acompanhados por um médico especializado, essencialmente quando seus sintomas interferem nas atividades cotidianas do indivíduo.

Separamos, abaixo alguns dos principais problemas respiratórios e seus sintomas, a fim de esclarecer quando procurar auxílio de um médico especialista.

Asma

A asma é um problema respiratório muito comum entre as pessoas e em muitos casos pode estar ligado a fatores hereditários.

Este problema respiratório consiste na inflação dos brônquios, impedindo a passagem do ar nessa região. É comum em quadros de asma, que os pacientes apresentem sintomas como tosse, dor na região peitoral e falta de ar frequente.

Esse tipo de problema respiratório faz com que as vias respiratórias fiquem mais sensíveis a fumaça decorrente da queima de nicotina do cigarro, temperaturas frias, mudanças repentinas de clima e produtos com odor forte.

Bronquite

O quadro de Bronquite também apresenta presença de inflamação, porém essa é causada por ações de vírus e bactérias. O que ocorre é que quando os brônquios ficam irritados, acontece um estreitamento e aumento da produção de muco na região.

A bronquite pode ser crônica ou aguda a diferença é que a bronquite aguda surge de forma repentina e em frequências menores. Já a bronquite crônica consiste no excesso de muco e surge em frequência média de três meses ao ano.

Sinusite

A Sinusite também é um quadro de doença respiratória muito comum entre as pessoas. Ela afeta especificamente as membranas das cavidades nasais, assim tais canais ficam bloqueados ocorrendo o acúmulo de muco na região, resultando na inflamação das cavidades. A Sinusite pode ser aguda ou crônica.

Em caso de Sinusite aguda, é comum que o paciente apresente sintomas como dor na região da testa, na região dos olhos e rosto.

Já em caso de Sinusite crônica, a presença dos sintomas acontece de forma mais leve, com presença de dor na garganta, tosse frequente, congestão nasal, normalmente mau hálito e dificuldades em detectar alguns cheiros.

Rinite

A Rinite é uma forte reação do corpo a certos elementos que não são agressivos ao organismo, como uma alergia aos pelos de animais, por exemplo.

O organismo das pessoas com esse problema respiratório entende que o contato com esses elementos é prejudicial à saúde do corpo e, portanto, causa obstrução nasal e espirros para evitar o vírus.

O que achou deste artigo? Se você também sofre de algum problema respiratório, procure sempre ter o acompanhamento de um médico para prevenir as crises mais sérias.

[Total: 1   Average: 5/5]