Qual é a diferença entre resíduos sólidos e rejeitos?

Qual é a diferença entre resíduos sólidos e rejeitos?

02/07/2019 Off Por Alair Corrêa

Há inúmeros fatores que podem contribuir para a degradação do meio ambiente, da flora e do ecossistema em nosso planeta.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia de Estatística (IBGE), o Brasil produz, diariamente, 160 mil toneladas de resíduos urbanos. Isso significa que um brasileiro produz, por dia, 1.4 quilos de resíduos, sendo 60% orgânico e 40% reciclável ou rejeito.

Para colaborarmos com a preservação e conservação, é necessário a prática de bons costumes, uma boa gestão no descarte dos resíduos, para a separação do lixo dentro de casa de forma sustentável.

Vamos apresentar aqui neste artigo, a diferença entre os resíduos sólidos e rejeitos e como descartá-los, para contribuir na economia de água, energia, reduzir os custos com matéria-prima e diminuir o grande volume de resíduos e poluição em nosso planeta. Confira este artigos enviado pelo site parceiro.

Resíduos sólidos

Os resíduos sólidos são materiais que fazem parte do nosso cotidiano e estão relacionados a tudo que utilizamos, como exemplo materiais, substâncias, produtos, objetos que são descartados, mas ainda possuem alguma utilidade.

Resíduos secos

Os rejeitos secos são aqueles que podem ser reutilizados, como potes, garrafas papel, papelão, metais, pregos e latinhas, restos de materiais eletrônicos ou eletrodomésticos.

Resíduos orgânicos

Os resíduos orgânicos são originados das sobras de alimentos que produzimos cozidos ou crus que jogamos fora, como cascas e bagaços de frutas, verduras e legumes, restos de comida, borra de café, chá, restos de folhas secas que ficam nos quintais e podas de árvores, flores, aparas de grama, mato, toalhas de papel molhadas e engorduradas.

Esses materiais têm uma grande utilidade, pois podem ser reciclados e transformados em adubo natural pelo processo de compostagem, muito usado na agricultura, pois pode ser substituído pelo uso de produtos químicos.

Rejeitos

Os rejeitos são materiais que também fazem parte do nosso dia a dia, que já não podem mais ser reutilizados, como os lixos do banheiro, papel higiênico usado, lenços de papel, absorventes, fraldas descartáveis, preservativos, cotonetes, guardanapos, papelão sujo e engordurado, embalagens de salgadinhos, biscoitos, bolachas e pipocas, cartelas de medicamentos e carbono, tecidos e cordas, entre inúmeros outros.

Como descartá-los corretamente

Para os resíduos sólidos, secos e orgânicos, separe o lixo que não é lixo e descarte de forma sustentável, o recomendado é o uso de duas lixeiras em casa, de preferência na cozinha onde é maior fluxo de lixos, para fazer a separação dos resíduos corretamente do que é orgânicos e do que é reciclados, portanto isso  facilitar muito o trabalho, e após é somente verificar os dias e horários de coleta para encaminhar para o seu destino de origem.

Para os rejeitos seu único destino é o aterro sanitário.

Agora você está ciente da importância da separação dos resíduos sólidos e rejeitos, então sabe que é possível colaborar ainda mais para a preservação do meio ambiente.

Portanto, neste momento é criar hábitos produtivos, partir para ação para selecionar e fazer as coletas dos resíduos e descartá – los da melhor forma, assim diminuindo o custo ambiental, que costuma ser maior do que a Terra pode suportar.

[Total: 0    Média: 0/5]